Pular para o conteúdo principal

Gênesis: a novela que fazem da novela - por Lidice Meyer P. Ribeiro

Mais uma personagem feminina na novela Gênesis da TV Record tem atraído a atenção do público nos últimos dias. Trata-se de Semíramis, vivida pela atriz Francisca Queiroz, que na trama é mãe/amante do personagem bíblico Ninrode (Pablo Morais). Segundo o instagram da novela, a personagem é movida por carências oriundas do pecado de Eva.




Semíramis não é uma personagem da Bíblia. Ela faz parte da mitologia assíria onde seria uma rainha relacionada aos jardins da Babilônia. Já Ninrode é citado em Gênesis 10.8-12 como sendo um valente caçador, descendente de Cam (filho de Noé), poderoso na terra e fundador de várias cidades, dentre as quais, Babel. Tudo o que passa disso vem da imaginação dos roteiristas da novela.
 
Que os roteiristas criem personagens e estórias fora da Bíblia é compreensível, já que a novela precisa de um enredo. Mas que os crentes fiquem fantasiando sobre o enredo, isso sim não é normal! Ao invés de usar a Bíblia para avaliar a novela, muitos crentes têm usado a novela para avaliar a Bíblia, tomando o enredo como Palavra de Deus e criando falsas teologias e análises sobre a trama da novela. Assusta-me ler entre comentários e postagens de alguns pastores e crentes evangélicos: “Ninrode era bruxo e criou a astrologia”; “Ninrode era possuído por uma legião de demônios”, “Ninrode foi morto por seu avô”, “Ninrode é o protótipo do anticristo”, “Semíramis criou a árvore de natal onde pendurava cabeças de criancinhas”, “a cruz de Cristo era um símbolo de Tamuz, filho de Semíramis”; “há duas descendências: a de Adão e a de Eva”, “Deus destruiu a torre de Babel por causa do incesto” dentre outros mais. E isso sem falar das palavras de baixo calão encontradas em alguns desses comentários.
 
Enquanto isso, o personagem de Lúcifer (Igor Rickli) ganhou fã clube e está bombando nas redes sociais com milhares de memes. É, parece que na entrega do “Óscar” de criatividade, os roteiristas da novela vão perder para os crentes-intérpretes da novela!
 
É triste constatar que a falta de conhecimento da Palavra de Deus está crescendo no meio evangélico. Há carência de vontade de pesquisar as Escrituras como os cristãos de Beréia (At 17.11). E olha que não é difícil, já que a produção da novela tem tido o cuidado de colocar na tela os textos bíblicos, quando são aplicáveis. Cabe a pesarosa conclusão de Deus para a qual o profeta Oséias já havia alertado há milênios: “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento.” (Os 4.6)

• Lidice Meyer Pinto Ribeiro é doutora em Antropologia e professora convidada na Universidade Lusófona, Portugal.

Fonte: Ultimato

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio

Sem Aspas | Felipe Neto, Álvares de Azevedo e Machado de Assis, qual deles presta um desserviço à nação? - por Amanda Rocha

  O célebre escritor alemão Johann Goethe, autor das obras Fausto (poema trágico) e de Os Sofrimentos do Jovem Werther (seu primeiro romance) escreveu que “O declínio da literatura indica o declínio de uma nação”. Compreenda-se que a formação acadêmica, moral, ética, política, filosófica perpassa a leitura das grandes obras literárias, haja vista que elas instigam o homem a refletir sobre sua própria realidade, sobre os dilemas que o assolam e sobre os valores e conceitos que devem se sobrepor aos conflitos. Hans Rookmaaker, holandês e excelente crítico da arte, diz em seu livro “A arte não precisa de justificativa” que “a arte tem um lugar complexo na sociedade. Ela cria as imagens significativas pelas quais são expressas coisas importantes e comuns. Por meio da imagem artística, a essência de uma sociedade torna-se uma propriedade e uma realidade comuns. Ela dá forma a essas coisas não só intelectualmente, mas também de modo que elas sejam absorvidas emocionalmente, em sentid