Pular para o conteúdo principal

Nutrição e Saúde | O consumo exagerado de refrigerantes e suas consequências para o organismo – por Jailson Cavalcante

Em nossa sociedade, nos dias atuais, o alto e frequente consumo de refrigerantes não é algo raro, mas esse consumo pode trazer inúmeras consequências para a saúde, pois os refrigerantes são compostos por grandes quantidades de açúcares e componentes que podem comprometer o funcionamento do organismo, como o ácido fosfórico, xarope de milho e potássio, dentre outros aditivos químicos.


Além desses compostos prejudiciais e desordenantes ao organismo, os refrigerantes não possuem valor nutricional e contém elevadas quantidades de sal, que favorecem a retenção de líquidos, levando ao aumento de peso, barriga estufada e pernas inchadas.


Essas consequências não são poucas, nem se limitam à retenção de líquidos como muitos pensam. São muitos os malefícios à saúde. Seguem alguns exemplos:


  1. Aumento de peso

Quem costuma ingerir muito refrigerante tem um aumento de peso corporal que se dá pelo fato de que em apenas uma lata de refrigerante contém cerca de 10 colheres de sopa de açúcar, o que aumenta bastante os níveis de açúcar no sangue e diminuem a ação da insulina no organismo. Assim, se ingeridos regularmente, os refrigerantes podem promover o aumento de peso e favorecer o desenvolvimento de diabetes a longo prazo.

Além disso, quando os níveis de açúcar no sangue sobem muito rápido, como após beber uma lata de refrigerante, é normal sentir mais fome, o que estimula a pessoa a comer e contribui para o ganho de peso.


2. Enfraquecimento dos ossos e dentes

A maioria dos refrigerantes contém uma elevada quantidade de ácido fosfórico que impede o corpo de absorver o cálcio necessário para fortalecer os ossos. Dessa forma, pessoas que bebem refrigerantes regularmente podem desenvolver problemas como cáries ou osteoporose.

Este ácido fosfórico também dificulta o trabalho do estômago para produzir ácido gástrico, atrasando o processo de digestão e a absorção de nutrientes.


3. Pedras nos rins


Devido à acidez dos refrigerantes, o corpo precisa usar o cálcio, que seria utilizado nos ossos, para facilitar a digestão e equilibrar o pH.

Dessa forma, os rins precisam eliminar o cálcio utilizado nesse processo, o que aumenta o risco de formação de pedras nos rins, devido ao acúmulo de cálcio no seu interior. 


4. Aumento da pressão arterial

Os refrigerantes podem levar a um aumento gradual da pressão arterial, especialmente devido as suas elevadas quantidades de sódio e de cafeína. Além disso, vários estudos indicam que o consumo excessivo de frutose, que é o açúcar presente nos refrigerantes, também é uma das principais causas de pressão alta.


5. Alterações no cérebro

Esse tipo de bebida pode levar ao aparecimento de alterações a nível cerebral devido ao seu teor de cafeína, uma vez que estimula diversas substâncias no organismo que podem estar relacionadas com a demência e o Alzheimer, por exemplo. Além disso, a cafeína também pode causar insônia, agitação, tremores e dor de cabeça.

Os refrigerantes também possuem outra substância chamada de benzoato de sódio, que também pode estar relacionada com alterações na memória, coordenação motora e com o transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) nas crianças.


Cubos De Gelo, Refrescante, Coca Cola, Com Sede, Sede

Porque grávidas e crianças não devem tomar

O refrigerante faz mal na gravidez porque causa desconforto abdominal, contribui para o aumento de peso e pode provocar retenção de líquidos. Além disso, os refrigerantes à base de cola, têm muita cafeína, que durante a gravidez não pode ultrapassar 200 mg por dia. Se a grávida tomar 2 xícaras de café em um dia, já não pode ingerir mais cafeína.

Os refrigerantes que têm cafeína também não devem ser bebidos durante a amamentação porque a cafeína passa para o leite materno e pode provocar insônia no bebê.

Já nas crianças, o refrigerante pode dificultar o desenvolvimento físico e mental, assim como facilitar o aparecimento de doenças como a obesidade e a diabetes. Os refrigerantes devem ser excluídos da alimentação do bebê, podendo-se optar por sucos de fruta, além da água, para uma ingestão de líquidos adequada, após os 6 meses de idade.


Como substituir os refrigerantes

Uma forma de substituir o refrigerante é através do consumo de água saborizada, também conhecida como água aromatizada. Isso porque é normalmente utilizado água com gás, acrescentando-se frutas, como limão, morango ou laranja, por exemplo, o que pode fazer lembrar o sabor do refrigerante.

Seja qual for a sua faixa etária ou as suas condições de saúde e estilo de vida, uma coisa é certa: evite refrigerantes, de quaisquer tipos e sabores. Pois eles em nada acrescentam de maneira positiva sua alimentação, tampouco são ignorados por não fazerem mal. Pelo contrário, apresentam inúmeros malefícios.

Sabemos que o verão está chegando, e junto com o calor muitos aderem a um copo de refrigerante no almoço ou com uma pizza no jantar de domingo ou sábado à noite. A questão é que, muitas vezes, como quaisquer outros alimentos que contém alto índice de açúcar, não há o contentamento com apenas um copo. O que, em pouco tempo pode evoluir para uma garrafa de refrigerante todos os dias na mesa ou na lancheira do seu filho.

Opte nestas ocasiões por uma água de côco, um copo de suco natural da fruta, ou mesmo uma salada de frutas. Beba bastante água no decorrer dos dias. Adquira hábitos saudáveis. Faça acompanhamento regularmente com uma equipe médica multidisciplinar para garantir que está tudo em ordem. Torne sua rotina mais viva, e assim você terá mais saúde a longo e curto prazo. E acredite, seu primeiro passo para uma vida melhor pode ser deixar de lado o refrigerante.




Jailson Cavalcante é nutricionista

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos.

A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores.
Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.



Como ajudar? As doaç…

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas.

Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas geraçõ…

Estímulo à leitura através da produção literária

Dentre os ofícios do professor, encontra-se o de conduzir os alunos ao universo das artes; ao professor de língua portuguesa, cujo objeto de estudo é a palavra, abordar a arte literária é fundante, nesse intuito, os professores da Escola de Referência em Ensino Médio Professor Lisboa, localizada no bairro da Cohab I, em Caruaru — Pernambucano promovem bimestralmente saraus literários com o foco no despertar da leitura e produção escrita de seus alunos. 



Anualmente, a escola realiza o Concurso de Redação Professora Fernanda Freitas (esse nome é homenagem póstuma a uma ex professora); o concurso elenca diversos gêneros textuais dentre literários e argumentativos; este ano, em sua quarta edição e com o tema “Pelos caminhos da leitura: descobertas do eu e do mundo” os alunos debruçar-se-ão nos gêneros: conto, crônica, dissertação-argumentativa, carta e/ou poesia.
Ademais do concurso, na manhã de premiação dos primeiros colocados em cada categoria, ocorre concomitantemente a publicação da An…