Pular para o conteúdo principal

Dom Henrique Soares morre aos 57 anos vítima da Covid-19

Faleceu no sábado (18), vítima da Covid-19, Dom Henrique Soares da Costa. Ele tinha 57 anos e era alagoano de Penedo. O religioso estava internado no Hospital Memorial São José, em Recife, desde o dia 4 de julho.

Bispo da Diocese de Palmares, alagoano Dom Henrique Soares da Costa morre aos 57 anos, vítima da Covid-19 — Foto: Divulgação / Diocese de Palmares

Dom Henrique foi nomeado em 2009, pelo então Papa Bento XVI, como Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Aracaju, em Sergipe. No mesmo ano, foi ordenado bispo pela Arquidiocese de Maceió. Em 2014, passou a exercer o bispado na Diocese de Palmares, em Pernambuco, nomeado pelo Papa Francisco.

Em comunicado publicado na página oficial, a Diocese de Palmares lamentou o falecimento do religioso e agradeceu o apoio dos fiéis.

"Agradecemos a todos pelas orações e preces pelo nosso Bispo nestes dias em que esteve entregue à vontade de Deus, tendo sido chamado por Ele à eternidade. Da mesma forma, agradecemos à família de Dom Henrique por ter confiado a sua vida e vocação à Igreja do Senhor", diz trecho do comunicado.

Por causa das regras sanitárias como prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, a Missa Exequial é celebrada neste domingo (19), às 10h, apenas na presença de bispos, sacerdotes e diáconos, além de familiares de Dom Henrique.

O sepultamento do corpo de Dom Henrique acontece na Catedral Diocesana de Nossa Senhora da Conceição dos Montes, em Palmares.

A formação de Dom Henrique Soares
Henrique Soares da Costa nasceu no dia 11 de abril de 1963 em Penedo, região do Baixo São Francisco alagoano. Ingressou aos 18 anos no Seminário de Maceiro e concluiu o bacharelado em filosocia pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) em 1984.

De 1985 a 1989 foi noviço no Mosteiro de São Bento, na cidade do Rio de Janeiro, e no Mosteiro Trapista de Nossa Senhora do Novo Mundo.

Ao regrassar para o Seminário de Maceió, em 1990, iniciou a faculdade de Teologia. No ano seguinte, foi para Roma e concluiu a Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, com mestrado em Teologia Dogmática.

Foi ordenado sacerdote no dia 15 de agosto de 1992. Como sacerdote, foi reitor da Igreja Nossa Senhora do Livramento, em Maceió, de 1994 a 2009 foi professor de teologia no Seminário Provincial de Maceió e no Curso de Teologia do Centro de Estudos Superiores de Maceió. Também foi professor no Instituto Franciscano de Teologia, em Olinda (PE), e no Instituto Sedes Sapientiae, no Recife.

Fonte: G1 Alagoas

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio