Pular para o conteúdo principal

Nutrição e Saúde | Retenção de líquidos: como identificar e tratar? – por Jailson Cavalcante


A retenção de líquidos é comum nas mulheres e contribui para a barriga inchada e celulite, no entanto também pode ser mais grave e causar pernas e pés inchados. As alterações hormonais, sedentarismo, consumo de sal e produtos industrializados em excesso estão entre as causas mais comuns.

O tratamento para combater o excesso de líquidos pode ser feito de forma natural ao ingerir mais água, chás diuréticos e praticar exercícios. Também recorrer à drenagem linfática pode ser uma boa estratégia, para complementar o tratamento. Quando a retenção é grave, sendo causada por exemplo por doenças renais ou cardíacas, contudo, pode ser necessário tomar remédios, conforme prescrições médicas.  

O acúmulo de líquidos no corpo causa inchaço, que pode ser facilmente percebido, pelo aumento do volume abdominal, do rosto, e principalmente nas pernas, tornozelos e pés. Pressionar com o polegar durante 30 segundos a região próxima dos tornozelos e depois observar se a região ficou marcada é uma forma fácil de descobrir que está retendo líquidos. A marca da meia no tornozelo ou a marca da roupa apertada na cintura também servem de parâmetro para avaliar se a pessoa está com retenção de líquidos. 

Para combater a retenção hídrica é recomendado tomar chás, fazer exercícios, cuidar da alimentação, e em caso de não desaparecerem os sintomas, o médico deve der procurado a fim de indicar o uso de remédios diuréticos.

Os chás diuréticos são um excelente complemento para emagrecer mais rápido em decorrência da liberação desses líquidos excessivos, e as melhores opções são chás de: 

·         Cavalinha, 
·         Hibisco;
·         Canela com gengibre;
·         Chá-Verde;
·         Ginkgo biloba;
·         Salsinha;


Qualquer chá já tem efeito diurético, porque basicamente quanto mais água a pessoa ingere, mais urina ela irá produzir. Esta urina estará repleta de toxinas e irá levar também o excesso de líquidos do corpo. No entanto, certas plantas aumentam esse efeito diurético dos chás, como acontece com o chá verde, cavalinha, hibisco, gengibre e salsa, entretanto, é necessário o controle das quantidades de chás de algumas ervas pois algumas podem causar alterações na pressão arterial.

Praticar exercícios também é uma excelente forma natural de desinchar o corpo com efeito rápido, contribuindo para o emagrecimento. A contração de grandes grupos musculares como braços, pernas e glúteos força o excesso de líquidos a ser eliminado através da urina. Por isso, é comum sentir vontade de urinar após 1 hora de exercícios na academia.

Alguns exercícios que podem ser indicados são a caminhada rápida, corrida, andar de bicicleta com uma marcha pesada para haver maior esforço das pernas e saltar corda, por exemplo. Os exercícios localizados, não são tão benéficos quanto estes para essa finalidade, mas podem ser uma opção, após cerca de 20 minutos de atividade aeróbica, por exemplo. 




Orientações gerais para desinchar 

Os cuidados importantes para eliminar a retenção de líquidos são:
·         Beber água, cerca de 2 litros por dia, além de complementar o consumo de líquido diário com a ingestão de chá, como o chá de cavalinha, sucos detox etc.
·         Substituir o sal para preparar ou temperar os alimentos por ervas aromáticas, como salsinha ou orégano, por exemplo. Diminuir a quantidade de sal por dia também é fundamental.
·         Aumentar o consumo de alimentos diuréticos, como melancia, pepino ou tomate;
·         Evitar os alimentos como os enlatados, embutidos ou outros que tenham muito sal;
·         Evitar ficar muito tempo de pé, sentado ou com pernas cruzadas, sempre que possível alternando com um intervalo;
·         Ingerir alimentos ricos em água, como rabanete, nabo, couve-flor, morango, melão, abacaxi, maçã ou cenoura;
·         Fazer drenagem linfática, que é uma massagem específica para reduzir o excesso de líquido no corpo;
·         Comer alimentos como folhas de beterraba cozida, abacate, iogurte desnatado, suco de laranja ou banana porque são alimentos ricos em potássio, que ajuda a diminuir o sal do organismo;
·         Colocar as pernas para o alto ao final do dia por pelo menos alguns minutos.
·         Evitar consumo de condimentos e temperos industrializados, como os famosos caldos de galinha, costela, bacon, carne e legumes. Existem muitas receitas fáceis disponíveis na internet de caldos caseiros muito saborosos e com quantidades ínfimas de sal.
·         Espremer 1 limão em 1 litro de água e ir tomando ao longo do dia, sem açúcar, também é uma excelente estratégia para desinchar mais rápido, o que diminui o volume abdominal rapidamente. 

É importante salientar que essas informações são genéricas. Mas que cada indivíduo possui sua singularidade, portanto, ao pensar em realizar atividades físicas busque sempre a orientação adequada de um profissional da área de educação física qualificado, pois a prática sem o devido acompanhamento pode ocasionar uma série de lesões leves até lesões graves nos músculos, coluna etc. Da mesma maneira, busque o acompanhamento nutricional para você e sua família para alcançarem de maneira mais fácil e segura a reeducação alimentar que é fundamental para o tratamento da retenção de líquidos.



Jailson Cavalcante é nutricionista

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos.

A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores.
Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.



Como ajudar? As doaç…

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas.

Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas geraçõ…

Solidariedade: grupo de voluntários distribui mais de 1.500 refeições em Caruaru

Em tempos de contágio do novo coronavírus, há outro sentimento sendo disseminado em meio à população: a solidariedade. A corrente do bem se espalha e as mãos que ajudam também são ajudadas pelas que recebem. Além da higienização do corpo, que é um dos protocolos das medidas sanitárias contra o covid-19, fazer o bem ao próximo ‘limpa a alma’ daqueles que percebem a condição humana de todos.

A pesquisa ‘Tracking the Coronavírus’, realizada pela Ipsos entre 26 e 28 de março, mostrou que o Brasil está no topo do ranking dos países quanto à preocupação com as pessoas mais vulneráveis. 70% dos entrevistados no Brasil afirmaram temer pelos mais debilitados.
Neste percentual, estão as missionárias Sabrina Carvalho e Sara Galdino, que moram em Caruaru, no Agreste pernambucano. Em meandros de março, elas iniciaram uma ação que, a princípio, parecia pontual e singela. “Quando as autoridades em saúde começaram a intensificar a necessidade de constante higienização das mãos, ficamos preocupadas com…