Pular para o conteúdo principal

Nutrição e Saúde | Benefícios do café para saúde – por Jailson Cavalcante


Quem resiste àquele cheirinho de café da manhã ou no meio da tarde? Para muitas pessoas, tomar um cafezinho é uma das coisas mais gostosas que há, quase como um vício.
Razões para isso não faltam. O café talvez seja a bebida mais consumida no mundo inteiro.
Muitos se questionam se beber café todos os dias faz bem ou mal.
Pegando o gancho dessa pergunta que não quer calar, vou listar algumas razões do por quê você pode beber café preto todos os dias.



1.    Beber café deixa você mais inteligente.
Uma das principais substâncias contidas no café, a cafeína, é um potente estimulante psicoativo.
Quando você bebe o café, uma parte dessa substância vai para o seu cérebro e gera uma série de reações químicas que faz com que seu cérebro trabalhe mais rapidamente, melhorando seu humor, energia, memória, tempos de resposta e funcionamento cognitivo geral.
2.    Estimula o metabolismo.
Essa vai para aqueles que querem perder uns quilinhos. Uma das substâncias associada à queima de gordura, a cafeína, é encontrada em quase todos os suplementos de perda de peso.
Talvez isso explique muita coisa, pois beber café estimula o funcionamento do metabolismo em cerca de 11%. Porém, isso não significa que você deve beber café em vez de malhar, ou não ter uma alimentação saudável e balanceada.
Faça as três coisas, se exercite, tenha uma alimentação saudável, com alimentos livres de um alto teor de gordura e beba café. É sempre bom ter um acompanhamento nutricional com um especialista. Além de levar a uma vida saudável você provavelmente estará mais feliz tomando uma boa xícara de café.
3.    Possui nutrientes importantes.
O café é uma importante fonte de antioxidantes. Ele contém uma série de nutrientes, como vitaminas B2, B3, B5 e, manganês, magnésio e potássio.
4.    Beber café combate a depressão e também deixa você mais feliz.
A dopamina é muito conhecida como a “substância do prazer”.
Isso explica porque pessoas que bebem quatro ou mais xícaras de café por dia têm uma chance 20% menor de tornar-se deprimido, e são mais de 50% menos propensos a cometer suicídio.
Se você conhece alguém que está lutando contra a depressão, convide-o para uma xícara de café. Isso pode fazer toda a diferença. Tomar um cafezinho certamente vai ajudá-lo a ficar mais feliz ou evitar a depressão.

5.    Proteger o coração


O café é potencialmente rico em antioxidantes e possui efeitos anti-inflamatórios, componentes que ajudam a proteger as células do dano dos radicais livres e a reduzir a resistência à insulina, protegendo, dessa forma, o coração e diminuindo o risco de infarto.

Além disso, favorece o aumento do colesterol bom, o HDL, que é considerado cardioprotetor, e uma diminuição do colesterol mal, o LDL.

A melhor forma de consumir café

A melhor forma de consumir essa bebida é o café coado, pois o café fervido contém maiores quantidade de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, substância que favorece alterações no DNA das células e o aparecimento de câncer. Isso acontece porque a fervura do pó do café extrai mais essas substâncias cancerígenas, fazendo com que a bebida fervida contenha 5 vezes mais dessas substâncias do que o café coado.

Assim, o ideal é que o café seja feito coado, passando a água quente através do filtro com o pó do café, pois além das substâncias cancerígenas, o filtro também elimina a maior parte dos compostos que provocam o aumento do colesterol.

As pessoas com problemas cardiovasculares ou aumento da pressão arterial devem limitar o seu consumo, já que não se tem a certeza da quantidade recomendada para estas situações, sendo necessária a realização de mais estudos.



Jailson Cavalcante é nutricionista

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.