Pular para o conteúdo principal

Nutrição e Saúde | Dificuldade para ter uma noite de sono? Veja algumas dicas – por Jailson Cavalcante

Tomar chá para dormir melhor tem se tornado uma ação cada vez mais comum nos dias atuais. O número de pessoas com dificuldades de pegar no sono tem aumentado a cada dia.

Ter uma noite de sono tranquilo é fundamental para ter o nível certo de disposição para enfrentar o dia da melhor maneira possível e para ter saúde. Estima-se que cerca de 30% da população brasileira possua algum tipo de distúrbio do sono, como é o caso da insônia, por exemplo. Dessa forma, muitas pessoas têm recorrido aos chás para dormir, a fim de reverter essa situação. Existem muitas ervas que podem ser usadas com esse objetivo.

É muito importante que você se preocupe com a qualidade do seu sono, pois ele é um importante aliado ao combate de infecções. Além disso, ao dormir você garante o bom funcionamento do seu cérebro ao armazenar memórias, processar informações e elaborar pensamentos claros e objetivos. Quem não consegue dormir o suficiente, ou seja, de seis a oito horas por noite, costuma apresentar uma falta de energia, além de apresentar um alto nível de irritabilidade e depressão. Também é comum verificar a presença mais frequente de doenças infecciosas, aumento do risco de hipertensão arterial, obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares.


Para quem sofre com insônia ou problemas para dormir, tomar chás calmantes na parte da noite, é uma ótima dica. Existem diversas plantas medicinais, frutas e hortaliças que rendem chás relaxantes e podem ser consumidos no dia a dia.

Para que vocês conheçam os chás mais indicados para tomar à noite antes de dormir, fiz uma lista com 4 opções bem interessantes. São ótimas ideias para os que sofrem com insônia ou tem dificuldade para engatar no sono. Confira!

1. Chá de camomila: ótimo para tratar estresse e ansiedade
Quando se trata de relaxar a mente e diminuir a ansiedade, o chá de camomila é uma das melhores opções. Afinal, essa planta medicinal tem propriedades calmantes e, por isso, é muito usada no tratamento contra ansiedade e estresse.
O lado bom é que, além de usar apenas a camomila para o preparo do chá, você pode adicionar outros ingredientes - como o gengibre (que é fonte de antioxidantes) e até mesmo o próprio limão. Dessa forma, você prepara um chá relaxante e ajuda na manutenção da sua imunidade antes de dormir. Que tal?

2. Chá de hortelã: tem propriedades tranquilizantes e auxilia na digestão
Você sabia que o chá de hortelã tem propriedades tranquilizantes? Mas, além de ajudar a acalmar a mente, essa erva também auxilia na digestão e reduz os gases, garantindo mais conforto para a hora do sono. Por isso, uma boa dica é preparar um chazinho com essa erva para relaxar o corpo no fim do dia. Para variar, você também pode fazer combinações com canela e hortelã, fica uma delícia!

3. Chá de erva-cidreira: melhora a qualidade do sono e alivia dores (como as de cabeça e cólicas menstruais)
Assim como o chá de camomila, o de erva-cidreira também é ótimo para tratar problemas de estresse e ansiedade. Por isso, ele é muito indicado para quem tem dificuldade em dormir ou quer tranquilizar a mente à noite. Essa erva medicinal, inclusive, traz uma série de benefícios à saúde: ajuda a amenizar cólicas menstruais, dores de cabeça, auxilia na digestão e melhora a qualidade do sono. Por isso, uma boa dica é tomar a bebida antes de ir dormir.
4. Chá de maracujá: indicado para tratar insônia
Por conta do estresse, ansiedade e agitação do dia a dia, muitas pessoas acabam desenvolvendo insônia - um distúrbio persistente, caracterizado pela dificuldade em adormecer e permanecer no sono. E, para evitar esse tipo de problema, é muito importante buscar alternativas na alimentação. Chás calmantes, por exemplo, podem ser muito úteis nesse quesito.
Se você está buscando um bom remédio para tratar a insônia, o chá de maracujá pode ser uma boa opção. Feito a partir das folhas da fruta, ele possui propriedades altamente calmantes e relaxantes, induzindo o organismo ao sono. Além disso, o chá de maracujá é ótimo para quem tem hipertensão (pois ajuda a diminuir a pressão arterial. OBS: Não substitui o uso do medicamento no controle.). Também alivia dores de cabeça e cólicas. Fica a dica!

Assim, o uso de um chá para dormir acaba sendo uma alternativa natural e segura, apresentando menos efeitos colaterais que os medicamentos para o sono. Evite tomar remédios que não sejam naturais afim de obter o sono à noite, só recorra a este meio se por meio de prescrição médica. Um fator que pode estar ocasionando também a falta de sono à noite pode ser a mudança na rotina nesse período de isolamento social, as preocupações e incertezas com a economia etc. Então procure de alguma maneira gastar energia durante o dia de forma saudável através de práticas de lazer em família, jogos, exercícios aeróbicos, dança. Trabalhe sua mente através de boa música, leitura etc. E ao longo do dia tome bastante água e algumas das opções de chás acima mencionados.



Jailson Cavacante é nutricionista

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos.

A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores.
Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.



Como ajudar? As doaç…

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas.

Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas geraçõ…

Solidariedade: grupo de voluntários distribui mais de 1.500 refeições em Caruaru

Em tempos de contágio do novo coronavírus, há outro sentimento sendo disseminado em meio à população: a solidariedade. A corrente do bem se espalha e as mãos que ajudam também são ajudadas pelas que recebem. Além da higienização do corpo, que é um dos protocolos das medidas sanitárias contra o covid-19, fazer o bem ao próximo ‘limpa a alma’ daqueles que percebem a condição humana de todos.

A pesquisa ‘Tracking the Coronavírus’, realizada pela Ipsos entre 26 e 28 de março, mostrou que o Brasil está no topo do ranking dos países quanto à preocupação com as pessoas mais vulneráveis. 70% dos entrevistados no Brasil afirmaram temer pelos mais debilitados.
Neste percentual, estão as missionárias Sabrina Carvalho e Sara Galdino, que moram em Caruaru, no Agreste pernambucano. Em meandros de março, elas iniciaram uma ação que, a princípio, parecia pontual e singela. “Quando as autoridades em saúde começaram a intensificar a necessidade de constante higienização das mãos, ficamos preocupadas com…