Pular para o conteúdo principal

Poema | O "sim" das "muié" - por João Antonio

Pro mode dar vida à gente,
Elas precisa autorizar
E ceder 9 meses e à frente
Sua vida inteira dedicar.

É amor que não se acaba,
É força que nunca se viu.
É o exemplo que nos arrasta
A lutar pelo Brasil.

O teu "sim" seja exemplo
Como o "sim" da escolhida
Que aceitou ser o templo
Pro Salvador dar guarida


O "sim" da Rainha nos abriu
A porta da Salvação
Nos dando Jesus, nos ungiu
De geração em geração

O "sim" das "muié" é forte
Carece nem de "expricá"
Pra nós todos é o norte
Para o céu sempre guiar

Meninas, moças e senhoras,
Meu coração agradece
Por todos os dias e horas
Por cada oração e prece
Pelos "sim" de outrora
Que a gente nunca se esquece
E pela força de agora
Que sempre nos fortalece

Sem vocês não tinha vida
É regra da natureza
Mas se fosse conseguida
A vida sem tua presteza
De que adiantaria viver
Privados de tua beleza?

"Muieres" de Deus Bendito
Donas do dom da vida.
Que a paz em que acredito
Seja-lhes sempe mantida.

Que as "muié" cheia de luz
Ilumine os "hômi" tudo
Refletindo o nosso Jesus
Homem-Deus forte e barbudo

Que precisou do SIM dela
Duma "muié" forte e bela

Pra nascer como menino
Doce, fragil e pequenino

Que o Deus que nos dá tudo
Abençoe sem demora
As "muié" toda do mundo
Moça, menina e senhora

Que o dia oito de março
Seja somente a Lembrança
Que apague todo cansaço
Que acenda toda esperança
Pois todos os dias são delas
E que essa verdade se alcança
Com luta, fé e vontade
As "muié" não para. Avança.

Feliz dia da Lembrança
Feliz todos os dias, mulheres

Obrigado por tudo!
Tudo Mesmo - sem vocês, eu nada seria...



João Antonio é professor

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.