Pular para o conteúdo principal

Por Dentro do Polo - Aprender, Desaprender, Reaprender, por Jorge Xavier

Hoje irei abordar um dos assuntos mais relevantes da atualidade: como me preparar adequadamente para esse mundo em profundas transformações.

Há no momento muitas informações que reforçam a convicção sobre o tamanho desse desafio.


De acordo com estudo publicado na última edição do Fórum Econômico Mundial em Davos, aproximadamente metade das habilidades necessárias para executar nosso exercício profissional atualmente vão mudar nos próximos anos. Simples assim, o mais espantoso: não há uma visão clara sobre o perfil das novas habilidades, ou seja, a tempestade perfeita está formada já que sei que tenho de mudar, porém não sei o novo modelo.

Típica sentença de um mundo líquido, incerto, absolutamente complexo e com perspectiva de grandes mudanças, em todos os sentidos.

Já foi cunhado um termo em inglês para definir o processo de revisão das habilidades necessárias para cada indivíduo: reskilling (Requalificação).

A grande questão é que, a partir de ontem precisamos mais do que nunca: Aprender, desaprender e reaprender. O profissional do futuro terá que desenvolver essa habilidade, claro, se quiser se manter no mercado, mas não apenas para quem trabalha CLT, mas, muito mais para quem empreende.

O principal ponto de reflexão, diante desse dilema, é qual caminho adotar para realizar essa reciclagem.

Tenho muito mais dúvidas do que certezas quanto a esse desafio, porém uma convicção: o processo passa por você assumir o protagonismo de seu processo de aprendizado, não falo apenas do acadêmico, mas que ele possa ser o mais dinâmico possível, para isso existem bons cursos, palestras, imersões e um conteúdo gigantesco disponível na internet, principalmente no YouTube. É preciso assumir um compromisso consigo mesmo em melhorar 1% a cada dia: hoje, o conteúdo está disseminado e acessível.

Já que você não tem uma visão clara sobre as novas competências dessa nova era, se dedique a desenvolver sua capacidade cognitiva, "aprenda a pensar".

Um dos cursos mais populares da plataforma Coursera tem como tema "Aprendendo a Aprender". Ele é ministrado pela Universida da Califórnia e já teve cerca de 2 milhões de alunos.

Entender o processo de aprendizado irá contribuir para que você expanda sua capacidade de aprendizado e possa não só aprender mais, mas também, melhor, otimizando assim seus esforços.

Uma coisa é certa: não existe almoço de graça. Para você ampliar seu repertório e estar preparado, continuamente, é necessário muito suor, muito mais transpiração do que inspiração.

As competências exigidas para o profissional do futuro, como resiliência, criatividade e comprometimento passam a ser pré requisitos básicos na hora da contratação, sabe aquele ditado: "Já faço isso há 15 anos", pois é, isso tá fora de moda. Hoje é preciso criar soluções e habilidades tecnológicas. Como já dizia o mestre Ariano Suassuna: É tanta qualidade que exigem pra dar emprego, que não conheço um patrão com condições de ser empregado. Parece que Ariano já previa toda essa revolução.

Lhe encorajo para começar agora mesmo, a sua revolução, essa com certeza será, uma grande jornada.

É preciso estar atento, o próprio Deus nos alerta para a importância do conhecimento, através do profeta Oséias, capítulo 4.6: "O meu povo sofre, porque lhe falta conhecimento. Isso serve para todas as áreas da nossa vida."



Jorge Xavier é estudante de Gestão Comercial

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio