Pular para o conteúdo principal

Nutrição e Saúde | Alimentação saudável é fundamental para alcançarmos a tão sonhada qualidade de vida – por Jailson Cavalcante


Em um mundo no qual a maioria das pessoas buscam a boa forma, muitos acabam esquecendo da alimentação saudável. Não é apenas necessário ter um corpo bonito ou seguir dietas da moda: é preciso balancear e alcançar uma rotina saudável. Para isso, alguns fatores importantes precisam ser levados em consideração.
É necessário um primeiro passo para eliminar desculpas e encontrar um modelo de vida que lhe causará bem-estar, saúde e muita disposição!




O que é a alimentação saudável?
Cada pessoa tem necessidades específicas e deve preencher isso através da sua alimentação, principalmente. De forma geral, é necessário ingerir ampla variedade de alimentos, principalmente as opções in natura e poucos processados.
Esse consumo deve preencher algumas necessidades como: proteínas, carboidratos, vitaminas, lipídios, fibras e minerais, além de água.
Além de escolher bem os alimentos, é também necessário evitar ao máximo escolhas como refrigerantes, salgadinhos e refeições prontas. Esses alimentos têm baixos valores nutricionais e podem causar uma série de problemas para a saúde.

Como mudar hábitos alimentares?
A grande verdade é que a maioria das pessoas já conseguem identificar os alimentos que fazem bem e aqueles que são prejudiciais para a saúde. Além de ignorarem essa identificação, essas pessoas acabam cometendo alguns erros que acaba dificultando a mudança de hábitos.
Primeiramente é preciso saber variar e dosar. Qualquer alimento consumido em excesso pode acabar causando problemas. Para isso não acontecer e necessário procurar um profissional da área de nutrição, para que você possa ter uma alimentação balanceada que contenha todos os nutrientes necessários para seu corpo.  
A aplicação de uma alimentação melhor deve ser gradativa. Comece cortando bebidas como o refrigerante e alimentos como pizzas, hambúrguer e opções do tipo. Não precisa ser um corte radical, adote isso como uma reeducação alimentar gradativa.
Criando esses novos hábitos diário os resultados serão evidentes e logo sua alimentação estará próxima de um conceito de alimentação saudável. É preciso dedicação, tanto na mudança quanto na pesquisa das melhores opções.

Alimentação saudável e a qualidade de vida
Alimentando o corpo com aquilo que ele precisa, você conseguirá ótimos índices de qualidade de vida. Com uma alimentação adequada, logo os efeitos serão notados. Maior disposição, bem-estar e redução de problemas de saúde serão evidentes.
Ter uma vida alinhada, com boa alimentação e investimento em qualidade de vida. A alimentação saudável ajuda tanto na saúde física quanto na mental. E além de investir em uma boa alimentação, adote também uma rotina de exercícios. Realizando exercícios regularmente e combinando isso com alimentos saudáveis, todos os efeitos positivos serão potencializados e sua rotina nunca mais será a mesma.



Jailson Cavalcante é nutricionista




Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Solidariedade: grupo de voluntários distribui mais de 1.500 refeições em Caruaru

Em tempos de contágio do novo coronavírus, há outro sentimento sendo disseminado em meio à população: a solidariedade. A corrente do bem se espalha e as mãos que ajudam também são ajudadas pelas que recebem. Além da higienização do corpo, que é um dos protocolos das medidas sanitárias contra o covid-19, fazer o bem ao próximo ‘limpa a alma’ daqueles que percebem a condição humana de todos. A pesquisa ‘Tracking the Coronavírus’, realizada pela Ipsos entre 26 e 28 de março, mostrou que o Brasil está no topo do ranking dos países quanto à preocupação com as pessoas mais vulneráveis. 70% dos entrevistados no Brasil afirmaram temer pelos mais debilitados. Neste percentual, estão as missionárias Sabrina Carvalho e Sara Galdino, que moram em Caruaru, no Agreste pernambucano. Em meandros de março, elas iniciaram uma ação que, a princípio, parecia pontual e singela. “Quando as autoridades em saúde começaram a intensificar a necessidade de constante higienização das mãos, ficamos preocup