Pular para o conteúdo principal

Artigo: Como criar filhos para serem cristãos equilibrados, por Letícia de Paula

Acredito que três virtudes — esquecidas ou distorcidas entre os cristãos — são essenciais para tal feito: simplicidade, bondade e  introspecção.



Simplicidade — A simplicidade nada mais é do que a pureza de intenção. Puro é o que não tem mistura. Olhando para os Evangelhos poderíamos dizer que é o que não "anda por dois caminhos" ou o "seu sim seja sim e seu não seja não", ou ainda, "não tem dois corações". A simplicidade [para com Deus, com o próximo, com o mundo e para consigo] garante uma personalidade firme e nada artificial.

Bondade — Padre Faber ensina: "Uma pessoa sempre boa é santa ou virá a sê-lo em breve". Quantos pais entopem os filhos de regras, de livros, de melindres e esquecem de ensinar os filhos a serem bons. É como aquelas velhas "ratas de igreja", que mesmo dentro da casa de Deus falam da roupa de um, da vida do outro ou criticam o mendigo nos degraus do santuário. "Quando Deus criou o coração do homem, pôs nele primeiro a bondade", diz Bossuet. Logo, a criança tem um potêncial enorme para ser boa, pois ainda não conhece as malícias e maldades do mundo. Cabe aos pais cultivarem essa virtude.

Introspecção — O discernimento, paz e fortaleza nascem de uma alma instrospectiva, mas sabemos que isso é muito difícil para a realidade da criança, pois ela tem muita energia e o mundo atual não favorece ao silêncio. Porém, há meios que favorecem e estimulam essa instrospecção na vida infantil. Como?
1. Ambiente familiar que favoreça a paz, sem brigas e com momentos de silêncio e oração.
2. Relação calma com a criança, pois ela imita os que estão perto dela.
3. Passeios na natureza.
4. Boa música.

O que falta no mundo, especialmente entre nós cristãos é o equilíbrio, pois ser equilibrado no vendaval do mundo não é tarefa fácil. Todavia, se essa virtude crucial for incutida na criança — por via dessas outras —, certamente ela conseguirá o seu fim — o céu.


Letícia de Paula é revisora e preparadora de textos

Fonte: Facebook da Letícia de Paula

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.