Pular para o conteúdo principal

Por Dentro do Polo | Feliz nova década - por Jorge Xavier

Chegamos ao final de mais um ano, durante todo esse ano aqui na coluna Por Dentro do Pólo, trouxemos diversos assuntos, sempre retratando a realidade do nosso Pólo de Confecções do Agreste e suas potencialidades.

Falamos da feira da sulanca, de eventos realizados na região, como por exemplo o Moda Pernambuco, trouxemos alguns números sobre a produção, sobre investimentos e a disparidade de investimento entre feira e são João. Novidades como o anúncio da nova fábrica de tecidos que irá se instalar em Bezerros.


TV Globo/Reprodução


Mostramos o quanto Caruaru tem deixado de atrair investimentos e como cidades bem menores como Toritama e Santa Cruz, praticamente já engoliram Caruaru, quando se trata de setor têxtil e de Confecções.

Mostramos os novos modelos de negócios, falamos da importância dos Toyotas para o desenvolvimento do Pólo. Falamos de novas tecnologias, concorrência, mercado digital e da revolução 4.0, sempre com a perspectiva de um olhar diferenciado sobre a realidade da nossa região e da força empreendedora do nosso povo, que é: "Antes de tudo, um forte".

Agora nos preparamos para entrada de uma nova década, e uma grande revolução se aproxima , teremos grandes transformações, a nível mundial, que irão impactar diretamente as nossas vidas e a forma como fazemos negócios, como compramos e como vendemos, mais do que nunca a era da experiência.

E o nosso Pólo? Precisará de investimentos maciços, em todas áreas, infraestrutura, tecnologias, conhecimento, industria e também por parte do setor público e isso de forma muito rápida, pois as mudanças que estão para chegar, acontecerão de forma avassaladora, senão corremos o risco de ficar de fora. Cada vez mais o digital fará parte da vida das pessoas e dos negócios, nós aqui do Pólo, precisamos ter cada vez mais consciência em quem iremos eleger para governar nossas cidades nós próximos anos, pois a cada um de nós é dada uma grande responsabilidade, é preciso saber escolher,  escolha aqueles que tem visão de futuro e que apostam no Empreendedorismo e no desenvolvimento econômico da nossa região, pois somos a locomotiva econômica do nosso Estado.

Por fim, somos gratos a Deus, por tudo que Ele fez esse ano por nós e pedimos que Ele nos dê sabedoria para conduzir nossos destinos nessa década que se aproxima, que Ele nos use para abençoar e transformar vidas, através da sua palavra, através do Empreendedorismo, da política, da escrita e de ações sociais.

FELIZ NOVA DÉCADA



Jorge Xavier é estudante de Gestão Comercial

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio

Sem Aspas | Felipe Neto, Álvares de Azevedo e Machado de Assis, qual deles presta um desserviço à nação? - por Amanda Rocha

  O célebre escritor alemão Johann Goethe, autor das obras Fausto (poema trágico) e de Os Sofrimentos do Jovem Werther (seu primeiro romance) escreveu que “O declínio da literatura indica o declínio de uma nação”. Compreenda-se que a formação acadêmica, moral, ética, política, filosófica perpassa a leitura das grandes obras literárias, haja vista que elas instigam o homem a refletir sobre sua própria realidade, sobre os dilemas que o assolam e sobre os valores e conceitos que devem se sobrepor aos conflitos. Hans Rookmaaker, holandês e excelente crítico da arte, diz em seu livro “A arte não precisa de justificativa” que “a arte tem um lugar complexo na sociedade. Ela cria as imagens significativas pelas quais são expressas coisas importantes e comuns. Por meio da imagem artística, a essência de uma sociedade torna-se uma propriedade e uma realidade comuns. Ela dá forma a essas coisas não só intelectualmente, mas também de modo que elas sejam absorvidas emocionalmente, em sentid