Pular para o conteúdo principal

Filme sobre Jesus em linguagem de sinais deve alcançar mais de 70 milhões de surdos

A Deaf Missions (Missões Surdas), uma organização global que trabalha para espalhar a Palavra de Deus entre os surdos, anunciou planos de produzir um filme sobre o nascimento, ministério, morte e ressurreição de Jesus na linguagem de sinais.
Segundo a organização, o filme entregará o Evangelho a cerca de 70 milhões de surdos em todo o mundo.
O filme sobre Jesus completo ainda está sendo desenvolvido, diz a organização.
O piloto mostra às pessoas como será o filme completo depois de concluído. É também o primeiro passo na produção de um filme que oferece aos surdos a chance de encontrar Jesus através da linguagem de sinais.
"A linguagem do coração está relacionada à identidade de uma pessoa. Para uma pessoa ver algo em sua linguagem do coração, que realmente irá capturar seu coração, e eles sentirão, essa pessoa sentirá como 'Oh meu Deus, eles estão realmente se comunicando comigo. Esta é a minha língua'”, declara Chad Entinger, da Deaf Missions, enquanto se comunica através de um tradutor, conforme relatado pelo Mission Network News.
O Mission Network News explicou que muitos surdos assumem que o Deus trino é apenas para ouvir as pessoas.

Filme sobre Jesus em linguagem de sinais. (Foto: Reprodução/Deaf Missions/MNN)
Esse sentimento existe por causa das inúmeras quantidades de recursos que as igrejas tendem a colocar no trabalho do ministério para ouvir as pessoas, explica a fonte de notícias.
“Esta tradução de filme desafia esse conceito e é um investimento no ministério e no discipulado de surdos. Também comunica à comunidade de surdos que eles são importantes não apenas para os cristãos, mas para Deus”, relatou o Mission Network News.
"Acreditamos realmente que Deus pode e usará o filme em linguagem de sinais para alcançar pessoas surdas", disse Entinger.
A produção deve levar pelo menos três anos, possivelmente quatro anos. O vídeo piloto é o ponto de partida para este projeto.
Os planos de captação de recursos estão em andamento para concluir a captação dos recursos financeiros completos necessários para as fases de pré-produção, produção e pós-produção deste projeto.
Ministério de Surdos
Entinger assina que o Filme de Jesus tem muitos laços com a tradução da Bíblia, especialmente a tradução da Bíblia para as línguas de sinais.
Ainda existem países inteiros que não tiveram a oportunidade de iniciar traduções da Bíblia para suas línguas de sinais locais. Entinger espera que o filme de Jesus ajude a conectar as pessoas e dê a elas um ponto de partida para seus esforços de tradução também.
"Então a comunidade de surdos pode ficar empolgada e verá o impacto do filme de Jesus em suas próprias línguas de sinais. As pessoas que estiveram envolvidas na produção desse filme em seu próprio idioma desenvolverão habilidades e confiança adicionais a partir dessa experiência, para depois mudarem para esta tradução da Bíblia”, diz Entinger.
Além de pedir apoio financeiro para o filme, a Deaf Missions também está pedindo às pessoas que orem por esse projeto.
“Ore por pessoas que virão e se envolverão com a produção. É um projeto realmente grande. E isso exigirá criatividade, muito tempo, muita energia para tornar esse sucesso", explica Entinger.
“Ore também pelo financiamento do projeto. Peça a Deus para atender às necessidades deste projeto. Por fim, ore a Deus para usar esse projeto para se revelar à comunidade de surdos em maior escala e para equipar outras pessoas”, finalizou.

Fonte: CPAD News

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Solidariedade: grupo de voluntários distribui mais de 1.500 refeições em Caruaru

Em tempos de contágio do novo coronavírus, há outro sentimento sendo disseminado em meio à população: a solidariedade. A corrente do bem se espalha e as mãos que ajudam também são ajudadas pelas que recebem. Além da higienização do corpo, que é um dos protocolos das medidas sanitárias contra o covid-19, fazer o bem ao próximo ‘limpa a alma’ daqueles que percebem a condição humana de todos. A pesquisa ‘Tracking the Coronavírus’, realizada pela Ipsos entre 26 e 28 de março, mostrou que o Brasil está no topo do ranking dos países quanto à preocupação com as pessoas mais vulneráveis. 70% dos entrevistados no Brasil afirmaram temer pelos mais debilitados. Neste percentual, estão as missionárias Sabrina Carvalho e Sara Galdino, que moram em Caruaru, no Agreste pernambucano. Em meandros de março, elas iniciaram uma ação que, a princípio, parecia pontual e singela. “Quando as autoridades em saúde começaram a intensificar a necessidade de constante higienização das mãos, ficamos preocup