Pular para o conteúdo principal

Altos Papos - Luz é luz independente da proporção, por Davi Geffson

Viver em um mundo onde brilhar causa pavor em muitos não é tão simples como parece. Infelizmente, a luz, que deveria ser motivo de esperança, para alguns tem se tornado motivo de inveja. A luz é de fato um elemento que gera uma certeza de coisas melhores, por exemplo, quem nunca ouviu: “Haverá uma luz no fim do túnel”, “virá alguma luz à sua mente”. 

Mas nem toda luz tem gerado esse sentimento de progresso e esperança. Hoje, se alguém tem luz própria, pode ser o fio da meada para que uma inimizade aflore e destrua os projetos coletivos existentes para ambos. Contudo, é preciso lembrarmos que o sol nasce e ilumina a todos. A luz de fato chama atenção, observamos uma escuridão, por mais ampla que seja, se um vagalume surgir, já chamará atenção por sua minúscula luz, afinal, luz é luz independente da proporção.

Permanecer ao lado de pessoas iluminadas é ter a certeza de que não estará em trevas. A luz do outro deve ser motivo de alegria e não de tristeza. Vale salientar, que quem tem luz também gera luz, até porque, acender a luz do outro não apaga a sua. Sejamos luzes que geram luzes, multiplique as luzes e não daremos vasão para o reino das trevas. Seja luz, ilumine! O mundo já está se apagando demais para impedirmos que o outro brilhe, no entanto, que Cristo seja a luz máxima presente em nossa vida, afinal, sem Ele, nenhuma luz tem brilho, já que é dEle, por Ele e para Ele o efetuar de todas as coisas. 

Acenda em seu coração
A luz da plenitude
Ilumine seu caminho
Ao outro, pois, ajude,
Pois quando a luz se apagar
Fica acesa a atitude.


Davi Geffson é universitário de Letras

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio