Pular para o conteúdo principal

Sem Aspas - Sola Gratia, por Amanda Rocha

A madrugada resfriava o cobertor de fibras desgastadas e o orvalho descia sobre a única e desbotada janela daquele lugar esguio, vizinho a um antigo riacho que se tornara despejo de rejeitos humanos de odor cinzento e estimuladores de náuseas. Aquele ambiente não se casava ao brilhante espreguiçamento dos lábios de Luciana, tal movimento deixava seus dentes descompassados expostos, ao passo que exalavam sentimentos de gratidão e humildade. Contrariando a lógica do enfadonho destino de prisões frias, a moça provocava uma epidemia de alegria por onde passava; as suas consternações não detinham seus sonhos. A dispensa vazia ampliava o tom de sua voz cantarolando afinadamente um som de súplica e louvor. As dores da crise econômica lançaram-na ao desemprego, mas jamais lhe tirara o gozo de erguer os olhos ao azul-celeste e contemplar o derramamento das chuvas de esperança que a fazia aguardar firmemente os bons ventos que acalentariam sua face; embora o horizonte estivesse embaçado, aguardava na certeza de que o alcançaria. Relia incansavelmente as páginas da renovação das forças, descansava e levanta-se pronta para mais uma vez tentar redesenhar seu caminho; de porta em porta solicitava uma oportunidade, era vão, porém seus passos mantinham-se firmes. Possuía joelhos calejados pelas curvas da oração e suas lágrimas regavam sua adoração numa entrega total ao seu Criador. NEle esperava, sabia que nada lhe valeria buscar mantimento, abrigo e proteção se antes não o viesse do Alto. A Ele confessava suas frustrações e alcançava acalento, compreendia que aqueles dias seriam breves e serviam para reforçar sua armadura, a qual lhe assegurava no caminho que a conduziria ao seu Salvador. Sola Gratia. 

A indicação de leitura hoje é História da Reforma, de Carter Lindberg. Deus vos abençoe. 

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio