Pular para o conteúdo principal

O talentoso instrumentista caruaruense Ivison realizará workshop em Brasília

O talentoso instrumentista Caruaruense “Ivison” realizará em outubro, na capital do país, um workshop de percussão e ritmos brasileiros. Ivison iniciou na carreira musical ainda menino, no PIM (Projeto de Iniciação Musical), acompanhando o músico Valdir Santos. Com apenas 28 anos, o jovem artista tem currículo vasto na música.



Em 2009 viajou para a França, no ano seguinte Alemanha. Em 2015 retorna a Europa, mas, desta vez, para mostrar seu próprio trabalho de percussão e pandeiro, passou por diversos países Europeus como: Holanda, Itália, França, Áustria e Alemanha, onde realizou inúmeros workshops vivenciando um verdadeiro intercambio cultural.

Além de caminhar e dirigir sua carreira, ora, como instrumentista, ora, como mestre, atualmente trabalha com “Josildo Sá” e já acompanhou artistas como "Oswaldinho do Acordeon”. 

Além de sua paixão com o Pandeiro, Ivison também se apaixonou pela Sanfona de 8 Baixos, tanto que, em 2015, lançou seu primeiro CD com esse instrumento emblemático. Atualmente dividi a concorrida agenda de apresentações eruditas e apresenta o novo trabalho: Ivison Trio, onde mostra vários ritmos do Nordeste brasileiro: xote, coco, baião e forró, tudo isso em uma formação diferente, com apenas 3 músicos.

Para esse trabalho ele conta com os parceiros: Valdemar Neto e Edivanci Tavares Borges.

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio