Pular para o conteúdo principal

Crônicas e Poesias / Por que? - por Nelson Lima

O por que tem dois empregos diferenciados: aqui vamos ver um só:
Quando for a junção da preposição por + pronome interrogativo que, possuirá o significado de “por qual razão” ou “por qual motivo”:



Por que... o marido espancou a mulher e queimou 70% do seu corpo...
Por que... a mulher junto com o amante esquartejou o marido ainda dormindo...
Por que...o assaltante já com o roubo na mão, mesmo assim atirou na cabeça do senhor de 67 anos...
Por que... o pai matou a filha adolescente que já estuprava-a há 3 anos...
Por que... a mãe entregava a filha por muito tempo aos idosos em troca de dinheiro, e quando ela recusou deu-lhe uma surra que resultou em morte da mesma...
Por que... aluno que tirou nota baixa esperou o professor na saída da escola e o golpeou com um estilete desfigurando seu rosto...
Por que...cada vez mais existe traição conjugal e é como se tudo fosse normal...
Por que...cada vez mais crianças e adolescentes procuram músicas agitadas e expressão corporal libidinosa...
Por que... literatura com incentivo a fornicação, incesto e bestialidade tem uma busca muito grande ao ponto de se esgotar nas prateleiras...
Ora, a terra estava corrompida aos olhos de Deus e cheia de violência, Gênesis 6:11.
ESTAVA? 3a pessoa singular no pretérito imperfeito do indicativo? Será? 
Sei lá... Lá sei...


Nelson Lima é teatrólogo e poeta

Comentários

Postar um comentário


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.