Pular para o conteúdo principal

Por Dentro do Polo | A concorrência dos polos de confecções – por Jorge Xavier


O segmento de moda é muito diversificado e muito concorrido também, alguns polos de confecções espalhados pelo Brasil têm buscado melhorias e investimentos por parte do setor público e ou privado. O que podemos observar em diversas regiões do país é que cada estado ou região está inovando e querendo melhorar a cada dia para conquistar novos espaços.


O governo de Goiás por exemplo, lançou um projeto audacioso, pretende alavancar a indústria da moda no Estado, para transformá-lo no segundo maior produtor do País, e poderá contar com a ajuda do cooperativismo para o projeto. A partir do projeto Goiás na Moda, a ideia é aproveitar que o Estado já é forte em distribuição nesse segmento e impulsionar também a produção.

A ideia é investir no modelo de negócio cooperativista já que o mesmo pode contribuir com a geração de emprego, renda e inclusão social, a partir da criação de cooperativas.



A região de Divinópolis, no interior de Minas e mais 18 cidades, está buscando uma certificação (selo coletivo de qualidade) para os produtores locais, a região é conhecida por produzir moda de qualidade e fornece para diversas marcas e shoppings. A intenção é certificar os clientes que os produtos são produzidos na região, já que nos últimos anos vinham perdendo mercado, pois alguns empresas estava apenas fazendo a troca das etiquetas, com isso eles pretendem também impulsionar a economia local com a geração de emprego e renda.

Já o Rio Grande do Norte tem investido no sertão do Seridó, desde 2013, o projeto que integra Governo do Estado, Sebrae, Senai e empresas, com isso eles capacitaram mais de 4 mil pessoas em diversas especialidades. A sustentabilidade do projeto foi pensada não só para a criação de novas fábricas, mas também para oferecer a capacitação necessária e os subsídios financeiros através de parceria firmada com o Banco do Nordeste, que oferece linhas de crédito para os microempreendedores. A ideia também foi pensada. dia de parceria com grandes clientes, a produção é praticamente toda vendida para o Grupo Guararapes (Riachuelo), Hering, C&A, Rener e Calvin Klein.

E Pernambuco como o segundo maior produtor de moda do país, o que tem feito? Será que os nossos governantes a nível estadual e municipais tem realmente se preocupado com o nosso polo de confecções do Agreste? Por enquanto tenho visto muito pouco ou quase nada no tocante a nossa região. É fundamental que todos deem as mãos para fomentar o crescimento e desenvolvimento da mais importante matriz econômica da região, o Polo carece de investimentos em diversas áreas como, segurança, melhoramento das rodovias, e sobretudo Caruaru precisa urgentemente investir na sua feira.


Jorge Xavier é empreendedor

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos.

A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores.
Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.



Como ajudar? As doaç…

Igreja Batista Pinheirópolis realiza III Culto Cívico

No próximo dia 01º de setembro, a partir das 18h, a Igreja Batista Pinheirópolis, em Caruaru, vai realizar um culto cívico alusivo à Semana da Pátria.
Na ocasião, haverá a presença de oficiais militares e paramilitares de Caruaru. A comunidade religiosa emitiu convites extensivos ao Exército (representado pelo Tiro de Guerra), além de órgãos como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil. Ademais, também serão rendidas graças pelo Dia do Soldado, que foi em 25 de agosto, e o Dia da Independência do Brasil, em 7 de setembro.

O pastor Philip Daniel Warkentien, líder da IB Pinheirópolis, afirma que os convites já foram entregues às autoridades municipais. “Esperamos no Senhor que seja mais um Culto Cívico, que estará lotando a casa do Senhor nosso Deus e dedicando a Ele, que é o único digno de toda Honra, Glória e Louvor”, declara.

O mensageiro oficial da Palavra de Deus naquela ocasião será o coronel da Polícia Militar de Pernambuco Lenildo Maurício, que também é pastor ba…

Sem Aspas | Machado de Assis negro - por Amanda Rocha

Negro, pobre, descendente de escravos, gago e epilético, sim, qualquer que analise, embora sutilmente, a obra de Machado de Assis e navegue um pouco por sua biografia testificará a veracidade das afirmativas que iniciam esse texto, de igual modo também identificarão que suas origens e dificuldades não o impediram de se tornar um dos senão o maior nome da literatura brasileira. Contista, cronista, romancista, teatrólogo, poeta, jornalista, entre outros ofícios, o currículo de nosso Bruxo do Cosme Velho é por tão imenso, invejável. Machado passeou por diversos gêneros e estilos de época, todavia sua genialidade deu-se justamente no fato de não se prender a nenhuma das escolas literárias. Ele estreou técnicas de escrita e produziu para a literatura brasileira um legado universal, atemporal, sarcástico, irônico, psicológico, mas, sobretudo, crítico; era um homem de seu tempo (e para além de seu tempo) que analisava tudo que o cercava; ele ponderou, mencionando Afrânio Coutinho, “a complac…