Pular para o conteúdo principal

Crônicas e Poesias | Qual o imprudente? - por Nelson Lima


Dia desses, pela madrugada, o sono me faltou e fui até a janela respirar ar e distrair a mente, que por estar perturbada me deixava desperto. Foi aí que vi um rapaz caminhando, mesmo pela minha calçada e pensei: que falta de juízo, caminhar despreocupado uma hora dessas.



Eis que uma mulher vinha do lado oposto, toda enfeitada parecendo, como se diz hoje, uma piriguete. Parecia inquieta e pensei ser uma dessas desventuradas consumindo drogas, mas não, se aproximou do rapaz e o beijou sutilmente, indiscretamente recuei mais da janela e com rosto de impudica a ouvi dizer: estou doando meu corpo em troca de prazeres; hoje paguei todos os meus votos. Daí voltei a ponderar: ela tá usando termos religiosos para convencer o pobre rapaz, como que se ele fosse com ela pra cama não seria errado, pois ela teria pago todos os erros!

E ela continuou convencendo-o e disse que a cama estava bem forrada com lençóis limpos e cheirosos e que se ele quisesse poderiam até amanhecer o dia se alegrando em amores. Foi aí que ele balbuciou algo e pela resposta dela acho que perguntou se ela era casada, pois ela respondeu: meu marido não está em casa, viajou pra longe, levou até o cartão de crédito, por isso vai demorar dias pra voltar.

E ele se foi com ela, cabisbaixo tal qual boi vai para o cercado, tal qual insensato vai pra sentenças de penalidades...

Foi quando dei por mim e estava lendo Provérbios 7:6-27.

E fui dormir.




Nelson Lima é teatrólogo, escritor e poeta.

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.