Pular para o conteúdo principal

Crônicas e poesias | Conduta - por Nelson Lima

Acho que não há nada mais indicativo de que se a pessoa é o que diz ser, quando a vemos pela sua conduta. Pois é no dia a dia que nossos procedimentos mostram quem somos. Aquele(a) que é cristão nem sempre é do mesmo jeito quando está fora do meio religioso. Aquele(a) que é esportista e que se benze ao entrar no campo ou sempre aponta para os céus quando faz um gol, fora desse convívio é um desastre no caráter.


Mas enfim rezam os dicionários que Conduta é:
ü  Comportamento
Modo de agir para com a sociedade em geral.
Houve uma mudança de conduta da parte do jovem ao ser confirmado como autor do crime. Ele, que era uma pessoa calma, passou a se comportar com extrema rebeldia.
ü  Maneira de alguém se conduzir, se comportar; procedimento, comportamento.
Aluno de conduta exemplar.
Parece que está fora de moda uma pessoa ser de boa Conduta, nos dias de hoje. Parece ser “cafona”, “antiquada”, “desatualizada”. Sentem vergonha, sei lá.
Se a gente for masculinizar essa palavra temos, Conduto. Palavra muito usada no estudo da Física e que significa o meio por onde passa um fluido. Esse meio pode ser um tubo ou um cano por exemplo. Mas como ser humano temos sido Conduto de quê?
Gostaria de parafrasear uma passagem Bíblica que tem a ver com o assunto, está em Filipenses 4.8:
“Finalmente humanos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é puro, tudo o que amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe a vossa Conduta.”
Termino citando uma estrofe do poeta Raudênio Lima.
Eu sou mesmo um casca grossa
meu verso eu trago do mato
do terreiro da palhoça
das pedrinhas do regato,
sou da mesma comitiva
de pedrosa e patativa,
nunca mudei a conduta
meu verso tem o sabor
da decência e do valor
da nossa gente matuta.



Nelson Lima é teatrólogo e poeta

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio

Sem Aspas | Felipe Neto, Álvares de Azevedo e Machado de Assis, qual deles presta um desserviço à nação? - por Amanda Rocha

  O célebre escritor alemão Johann Goethe, autor das obras Fausto (poema trágico) e de Os Sofrimentos do Jovem Werther (seu primeiro romance) escreveu que “O declínio da literatura indica o declínio de uma nação”. Compreenda-se que a formação acadêmica, moral, ética, política, filosófica perpassa a leitura das grandes obras literárias, haja vista que elas instigam o homem a refletir sobre sua própria realidade, sobre os dilemas que o assolam e sobre os valores e conceitos que devem se sobrepor aos conflitos. Hans Rookmaaker, holandês e excelente crítico da arte, diz em seu livro “A arte não precisa de justificativa” que “a arte tem um lugar complexo na sociedade. Ela cria as imagens significativas pelas quais são expressas coisas importantes e comuns. Por meio da imagem artística, a essência de uma sociedade torna-se uma propriedade e uma realidade comuns. Ela dá forma a essas coisas não só intelectualmente, mas também de modo que elas sejam absorvidas emocionalmente, em sentid