Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2019

Sem Aspas | O mito destruído - por Amanda Rocha

Muito antes de o atual presidente galgar gritos de multidões taxando-o mito, outro presidente, embora não fosse assim nomeado, era ovacionado por grande parte da sociedade brasileira, sobre ele pairou a esperança de transformação da pátria, essa postura fora respaldada pela efervescente e maravilhosa onda econômica que tomou o mundo ocidental no início do novo milênio. A chamada fase de crescimento e prosperidade que iniciou nos anos 2002 fez brotar entre os brasileiros (ao menos em grande parte deles) sentimento de gratidão. As pessoas direcionaram a responsabilidade de seus êxitos não aos seus esforços pessoais, mas sim à figura do presidente da república.



Na terra do canarinho dar o peixe faz mais sucesso que o ensinar a pescar, é a lei no menor esforço em sua perfeita atuação, destarte, vale mais um Bolsa Família a um emprego formal. Assim, o mito Luiz Inácio Lula da Silva emergiu como o cuidador dos pobres, um restaurador e transformador dos aspectos políticos, sociais e culturais…

Artigo | O futuro do Polo de Confecções do Agreste - por Jorge Xavier

Sou natural do Agreste pernambucano e defensor do Polo de Confecções do Agreste. Cresci às margens da BR 104, vendo o desenvolvimento desse Polo, inicialmente Santa Cruz, Toritama e Caruaru e depois as mais de 30 cidades que hoje produzem moda na região. E nesses meus 44 anos, dediquei pelo menos 20 anos ao segmento têxtil e vi muita coisa acontecer por aqui, vi grandes empresas quebrarem, vi pessoas que passavam fome e hoje estão ricas, vi empresas de mais de 40 anos que hoje não existem mais (Triste), mas sobretudo vi crescer uma terra de oportunidades, aqui é lugar de oportunidades, só não trabalha quem não quer. Mas ultimamente esse Polo tem sofrido bastante, antes tínhamos pelo menos 4 meses bons de vendas: Maio e junho, novembro e dezembro, hoje se resume apenas a 2 semanas em junho e 2 em dezembro. Recentemente tive a informação que tem lojistas no Parque 18 de Maio fechando as portas e isso é ruim.
Essa região ainda é o motor da economia desse estado. Mas o que fazer? De quem é…

Crônicas e poesias | O auge dos festejos juninos - por Nelson Lima

Desde sábado até ontem se comemora na verdade os dias de São João do festejo junino. Cada um com seu jeito, cada um com sua intenção. Resolvi colocar essa poesia da poetisa Dilma França, presidente da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel.




São João de Caruaru
Mês de junho em Caruaru É cheio de animação Nossa cidade se veste De chita, bandeira e balão Muita cor e alegria Formando a decoração.
Ainda sentimos saudades Do antigo Forrozão Onde os bailes eram animados Com muita bebida e quentão E os casais de namorados Na maior badalação.
E o nosso Trem do Forró? Chegava na estação Trazendo muitos turistas Com amor no coração Pra ver as coisas bonitas Que tem no nosso São João.
Hoje, a festa começa Com uma apresentação Daqueles homenageados Dos artistas contratados O lançamento perfeito De toda programação.
A abertura oficial É no Pólo da Estação O povão acompanhando Com muita animação Turistas choram e riem Pois é grande a emoção.
Então começa o desfile Com muitas autoridades

Altos Papos | A Inveja é um Abismo Chamado ‘Regresso’ - por Davi Geffson

A inveja tem sido uma das piores constantes nos nossos dias atuais, infelizmente, pessoas que não têm conseguido o sucesso, perturbam-se ao ver outras serem bem sucedidas. Isso se torna ainda mais grave quando a maldade entra em cena a fim de consumir o que o outro conquistou com seus próprios méritos.
Assim sendo, lembro-me de José, filho de Israel, história narrada na Bíblia Sagrada, a primeira fúria dos seus irmãos se deu por causa de uma Túnica, a qual foi dada de presente a José pelo seu pai, após esse presente os irmãos passaram a alimentar uma grande raiva pelo próprio irmão, a ponto de rasgarem estas vestes e vender José como escravo para os Ismaelitas.


No entanto, algo nos chama a atenção nesta história, os irmãos de José tiveram a Túnica em suas mãos, porém, não usaram a túnica. Pois esta, era exatamente do tamanho de José, ela era de José, Ela foi feita para José, entenda, o que foi projetado para a sua vida, jamais irá ser direcionado para a vida de outra pessoa.
Mesmo que p…

Nota de pesar

É com profunda tristeza que o vereador Heleno Oscar (Patriota) vem a público informar o falecimento de seu  pai, o senhor Oscar Barbosa da Silva, 87 anos, ocorrido na madrugada deste domingo (23), por insuficiência respiratória. 

O velório está acontecendo na Rua do Mar, N° 133, Bairro do Vassoural, próximo a Igreja de Guadalupe. O enterro acontecerá no Cemitério Dom Bosco, às 10h, desta segunda-feira (24). O senhor Oscar Barbosa da Silva deixa oito filhos, netos e bisnetos. 


Sem Aspas | O gatinho que sonhou ser leão - por Amanda Rocha

Era um dia comum naquela Floresta de Novo Verde. Os animas realizavam seus afazeres normalmente. O Urso irritava as Abelhas em busca de mel. Os Passarinhos namoravam em seus ninhos. O Macaco fazia graça para os tatus. As cigarras cantarolavam enquanto as formigas armazenavam alimento. A Coruja preparava o discurso para a reunião florestal daquela noite, isso antes de dormir pouco mais. A Tartaruga treinava para outra vez desafiar o Coelho numa corrida. Enquanto tudo isso ocorria, o Leão descansava. Era temido por todos, redigira as regras daquela região, todos o obedeciam, requisito para manterem-se sob seus cuidados em caso de ataques de animais desconhecidos. Exímio predador e protetor de seu território, sob sua liderança a Floresta sofrera apenas uma tentativa de invasão, falida, pois o leão lutou bravamente e impediu que os invasores adentrassem a floresta. Embora por vezes rude, tinha um coração bondoso, dedicado, estava atento às necessidades de todos os integrantes daquela flor…

Altos Papos | A geração do ‘quanto pior melhor’ – por Davi Geffson

O que leva alguém a desejar a infelicidade do outro? Já parou para pensar o quanto é sério a questão do relacionamento em sociedade? Não existimos por existir, somos uma completude do outro. O amor que existe, o ódio que se dissemina, a paixão que se constrói, o afeto, a raiva, a ausência de fé, tudo isso é concebido por cada um de nós.

O ar de superioridade tem destruído muita gente, mas as fagulhas de humildade também, processo inverso, é claro! Refiro-me a quem não quer ver o outro evoluir, afinal, a Bíblia Sagrada pontua muito bem esse fator em Provérbios 3:34 “Ele escarnece dos escarnecedores, mas dá graça aos humildes”.
Desejar o sucesso do outro tem sido tão escasso quanto os bichos em extinção em nosso país. Parece que o sol não é mais para todos, que a luz do outro causa incomodo, que existe uma ensoberbada ânsia de ver o seu próximo regredir em uma sociedade que lhe possibilita a avançar. Tem sido muito mais fácil e prazeroso, para alguns, puxar o tapete, do que estabelecer p…

Crônicas e Poesias | Fogueira...é pra que mesmo? - por Nelson Lima

Sobre a origem desse costume de ascender uma fogueira no dia de São João, o jornal, A Folha de São Paulo, diz:


“A tradição . . . está ligada ao culto do deus Sol, homenageado para que não se afaste muito da Terra e evite invernos rigorosos e estiagens longas”.
Embora, é lógico, para a Igreja Romana, isso teve início com a história de que Elizabete costumava visitar Maria, mãe do Senhor Jesus Cristo. Segundo a tradição Católica, que nesse caso mistura historicidade bíblico-canônica com “pura imaginação” sem criatividade, Elizabete disse a Maria que iria dar a luz um filho. Para dar um sinal a Maria que isso ocorreria, ela ascenderia uma fogueira e assim o fez. Quando Maria viu a fogueira, lembrou do sinal, e indo em sua direção, encontrou João, o futuro “Batista”, ainda bebê. – Cfr. Lc. i.1-45 Digo eu: Elizabete!? Com um pouco mais de atenção teriam corrigido esse erro, embora não altere em nada. Gostei dessa colocação - mistura historicidade bíblico-canônica com “pura imaginação” sem cri…

Segunda edição do ‘Caruaru pela Unidade’ será do dia 27

A noite Gospel no Pátio de Eventos vai trazer novamente o cantor Mattos Nascimento, para uma noite de louvor e adoração. Mattos é carioca e vem com sua banda, a programação contará com participação de outros cantores e grupos locais, na última semana do São João de Caruaru.

Promovido pela Associação dos Pastores de Caruaru com o apoio da Fundação de Cultura e Turismo, o evento vai contar com a participação da Banda YMB, Iago Lopes, Daniel Aurdany, Jonas Souza e Erasmo Miguel. A apresentação é do comunicador Jaelcio Tenório.
O evento será no dia 27 de junho, a partir das 19h30, no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga





MATTOS NASCIMENTO
Com oito dezenas de CDs gravados, alcançando a marca de 11 milhões de copias vendidas, Mattos Nascimento é um dos grandes nomes gospel do momento, um fenômeno de interpretação e emoção, tendo se apresentado em vários países como, EUA, Holanda, Japão, Itália, Suíça, Bélgica, Portugal, Goiana Francesa, Goiana Inglesa, Angola, Argentina e Paraguai.
Em 1991 lançou um liv…

Educação clássica cristã e o mito da bolha

O que Sócrates, Tomás de Aquino, Pascal, Einstein, Shakespeare, Lutero, tinham em comum? Qual a relação entre esses nomes e tantos outros além do fato de todos já terem falecido? Sem dúvidas, esses personagens moldaram a nossa história, pois todos contribuíram de uma forma ou de outra para o que chamamos, hoje, de modernidade. E ainda mais interessante é o fato de que todos tiveram um mesmo tipo de educação. Uma educação clássica. Talvez você tenha visto e/ou acompanhado essa onda recente sobre educação clássica, e mais especificamente cristã clássica. Na verdade, ela surgiu há algum tempo nos Estados Unidos por meio do reverendo Douglas Wilson, depois de revisitar um artigo escrito por Dorothy Sayers, apresentado em forma de palestra, no ano de 1947 (mas esse seria um assunto para um outro artigo). O que nos cabe neste momento é apresentar, de forma resumida, o significado de educação cristã clássica, e defendê-la de um de seus ataques mais comuns: o mito da bolha.  O que é a Educaçã…