Pular para o conteúdo principal

Pastores falam sobre o fim dos tempos e o Terceiro Templo

A assinatura do presidente Jair Bolsonaro no livro que apoia a construção do Terceiro Templo de Salomão despertou algumas questões escatológicas. Segundo alguns estudiosos, as obras para o Templo, que seria erguido em Jerusalém, evidenciariam sinais da volta de Cristo e do fim dos tempos.

Bolsonaro visita projeto do Terceiro Templo. Foto: Alan Santos/PR


Entretanto, o pastor Renato Vargens, da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro, nega que tais fatos tenham alguma ligação. Segundo ele, a crença se firma na linha teológica definida como Dispensacionalismo e faz uso de alguns textos bíblicos para reforçá-la.

– Não existe nenhuma passagem bíblica que profetize a construção do Terceiro Templo de Salomão. Costuma-se usar textos de Daniel e Mateus para tentar justificar a construção desse Terceiro Templo. Quando Daniel 9:27 fala do cessar do sacrifício, foi algo feito por Antíoco Epifânio (rei que governou a Síria de 175 a.C. a 164 a.C e proibiu o culto judaico). Já o texto de Mateus 24, que fala da abominação da desolação, remete ao aparecimento do Anticristo que perseguirá a Igreja do Senhor Jesus Cristo nos mesmos moldes de Antíoco.

O pastor e mestre em Ciências da Religião, Magno Paganelli, explica que o Dispensacionalismo reforça a ideia de que há um plano específico de Deus para Israel e coloca a nação como a maneira de interpretar corretamente as Escrituras. Essa linha doutrinária sugere que Deus não teria um plano para todos os povos.

– Há uma interpretação de que Deus faz questão de um templo e os judeus estão preparando isso. Eles já treinaram os levitas e estão esperando nascer a novilha vermelha. Mas a gente observa que Deus não faz questão de um templo físico, isso é puro fetiche. Isso é uma interpretação equivocada de construir um Terceiro Templo para que Deus volte. A gente precisa ler o Antigo Testamento a partir da lente do Novo. Aí acontece um resgate de símbolos que já foram abolidos por Jesus e estão penetrando de novo na Igreja.

O biblista Luiz Sayão afirma que existe um futuro escatológico para Israel. Assim como ele, vários teólogos que não são dispensacionalistas pensam assim, entre eles Jonathan Edwards e Karl Barth.

– Vale conferir no livro A Importância de Israel, de Gerald McDermott. Nem Israel, nem a maioria dos judeus acredita que esse Terceiro Templo vá surgir desse jeito. Há um grupo preparando os utensílios, mas a maioria dos judeus não concorda com isso. Essas pessoas estão aguardando o nascimento da novilha vermelha descrito em Números 19, que vai permitir que ela seja sacrificada e suas cinzas sem usadas para purificar os utensílios. Não há um consenso e é um mito compartilhar isso.





Fonte: Pleno News

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Recordação | Crianças se divertem e aprendem em EBF - por Fábio Santana

 Aconteceu e foi uma bênção de Deus a Escola Bíblica de Férias(EBF), da Congregação do Vale da Bênção do bairro Luiz Gonzaga em Caruaru em Julho de 2019. Foi tudo perfeito e muito organizado pela irmã Maria Marques e Deus abençoou de forma tremenda. " Deus nos abençoou tremendamente e fiquei muito feliz ao ver tantas crianças na Igreja sendo evangelizadas e os pais adorando ao Senhor" frisou a missionária Carla Mestre. Os jovens da Bandinha da 2 Igreja Evangélica Congregacional Vale da Benção do Kennedy alegraram os baixinhos. A irmã Josi Carvalho e a irmã Maria Marques ficaram na sala de oração intercedendo pela EBF. Uma boa recordação da Escola Bíblica de Férias( EBF) que aconteceu no mês de Julho de 2019. Colaboração: Fábio Santana.