Pular para o conteúdo principal

Evento debate Marketing de Influência e conteúdo para internet em Caruaru

Empreender pela internet já é realidade. Mas pra ser sucesso, uma ferramenta importante ganhou lugar no mundos desses empreendedores: o marketing de influência. E esse será um dos principais assuntos da 3ª edição do Digi & Tal, evento voltado para produtores de conteúdos, empreendedores e profissionais da área de comunicação. Neste ano, o evento acontece nos dias 05 e 06 de abril, no Armazém da Criatividade e conta com diversos profissionais especializados. 

Segundo a organizadora Hevelly Cavalcante, o objetivo do Digi & Tal é fortalecer o conhecimento dos profissionais. "Enxergamos a oportunidade de ofertar conteúdos que ajudem o nosso público a melhorar o seu posicionamento de marca. Ao observar o crescimento e a vontade da região em trabalhar com estratégias digitais mais específicas que tragam resultados.”



O evento tem início na sexta (05) com uma palestra inaugural e segue no sábado (06) com Igor Moraes, sócio na agência Lead Resultado e especialista em Inbound Marketing, Cris Catupiry consultor de Marketing de Influência, Ramon Campos é publicitário, consultor de internet marketing e fundador do projeto E-social Media, Mas que é hoje a maior página de social media do Brasil, Cadu Macêdo, Relações Públicas da In Loco, empresa que desenvolve mapeamento e publicidade, entre outros.

Igor Moraes fará uma palestra sobre como levar as pessoas a dizer sim na hora das vendas na era digital. Cadú Macêdo irá falar de Computação Ubíqua e como ela irá influenciar a relação entre marcas e seus consumidores. Já Cris Catupiry comandará um bate-papo para fazer uma análise geral de como funciona esse mercado de marketing de influência e o publicitário Ramon Campos tratará para o Digi & Tal conteúdo sobre como criar e gerenciar grupos de interesse para o um negócio.

Quem tem interesse de participar, deve ficar atento pois as vagas são limitadas. As inscrições para o segundo lote custam R$ 159 até 04 de março e devem ser feitas pelo http://eventodigietal.com.br/


Serviço

Evento: Digi & Tal
Data: 05 e 06 de Abril
Local: Armazém da Criatividade

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio

Sem Aspas | Felipe Neto, Álvares de Azevedo e Machado de Assis, qual deles presta um desserviço à nação? - por Amanda Rocha

  O célebre escritor alemão Johann Goethe, autor das obras Fausto (poema trágico) e de Os Sofrimentos do Jovem Werther (seu primeiro romance) escreveu que “O declínio da literatura indica o declínio de uma nação”. Compreenda-se que a formação acadêmica, moral, ética, política, filosófica perpassa a leitura das grandes obras literárias, haja vista que elas instigam o homem a refletir sobre sua própria realidade, sobre os dilemas que o assolam e sobre os valores e conceitos que devem se sobrepor aos conflitos. Hans Rookmaaker, holandês e excelente crítico da arte, diz em seu livro “A arte não precisa de justificativa” que “a arte tem um lugar complexo na sociedade. Ela cria as imagens significativas pelas quais são expressas coisas importantes e comuns. Por meio da imagem artística, a essência de uma sociedade torna-se uma propriedade e uma realidade comuns. Ela dá forma a essas coisas não só intelectualmente, mas também de modo que elas sejam absorvidas emocionalmente, em sentid