Pular para o conteúdo principal

Resistência ou pirraça? - por Nelson Lima

Sempre fui encabulado com “moda”, pois estamos sempre copiando os outros, usando e fazendo o que os outros ditam, às vezes nem gostamos, mas passou na televisão então é da hora. E “moda” nos falares então, pega ligeiro que só coice de bacurim. Pra não citar todas, uma das últimas foi “sustentabilidade”, rapaz viralizou ligeirinho. Ôpa, já citei outra,“viralizou”.  


Mas, sustentabilidade  começou a aparecer em tudo que  era colocação verbal, tema até de muitos palestrantes nacionais. Ainda está em circulação, mas tem uma outra que vejo - tão antiga quanto “sustentabilidade”, que circula nas manifestações artísticas, guiçá no país inteiro. Me refiro à palavra “resistência”! 

Mas vamos logo rever o significado etimológico dessa palavra: Ato ou efeito de resistir. Força que se opõe a outra, que não cede a outra. Força que defende um organismo do desgaste de doença, cansaço, fome, etc. Aquilo que se opõe ao deslocamento de um corpo que se move. Capacidade de prolongar um determinado trabalho pelo maior tempo possível. Força, disposição para prosseguir. 

Observe que a palavra Força é o carro chefe da “resistência”. Logo, é só um jeito diferente de dizer a mesma coisa. Daí eu vejo os artistas fazendo uma “força” para não sei o quê! Uns forçam para que se tenha público, outros forçam para que os poderes públicos invistam mais, tem os que forçam para se manterem em determinado local e ainda os que forçam para que gostem do seu produto artístico. 

O que me levou a escrever esse texto foi uma entrevista no programa Encontro de Fátima Bernardes da segunda 14 p.p, onde entre outros estava Heloísa Périssê, atriz, humorista, dubladora, autora e roteirista brasileira, de vasta atuação no cenário artístico brasileiro. Ela divulgou seu espetáculo teatral “Lolocas”, que está no Teatro dos Quatro, Rio de Janeiro de sexta a domingo até o dia 24 de fevereiro.

No final ela bradou: Teatro é resistência! Sabe-se que Teatro por aquelas bandas tem público certeiro, daí pensei: tá resistindo a que? Ou seja, é mera moda. Tem “Resistência” que na verdade é “Pirraça”. Pirraça é: Fazer de propósito com o intuito de provocar, amolar, encher o saco.

Atribui-se ao comportamento proposital do indivíduo que não aceita a opinião contrária a sua, continuando a fazer o que ele acredita que é o correto ou apenas para provocar o outro. Mal criação, manha de forma exagerada, discordar gritando, etc... 
Já viu a seguinte expressão: Essa criança tá com birra!

Por esse Brasil afora tem muitos artistas “birrentos”

Nelson Lima é ator e poeta


Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Recordação | Crianças se divertem e aprendem em EBF - por Fábio Santana

 Aconteceu e foi uma bênção de Deus a Escola Bíblica de Férias(EBF), da Congregação do Vale da Bênção do bairro Luiz Gonzaga em Caruaru em Julho de 2019. Foi tudo perfeito e muito organizado pela irmã Maria Marques e Deus abençoou de forma tremenda. " Deus nos abençoou tremendamente e fiquei muito feliz ao ver tantas crianças na Igreja sendo evangelizadas e os pais adorando ao Senhor" frisou a missionária Carla Mestre. Os jovens da Bandinha da 2 Igreja Evangélica Congregacional Vale da Benção do Kennedy alegraram os baixinhos. A irmã Josi Carvalho e a irmã Maria Marques ficaram na sala de oração intercedendo pela EBF. Uma boa recordação da Escola Bíblica de Férias( EBF) que aconteceu no mês de Julho de 2019. Colaboração: Fábio Santana.