Pular para o conteúdo principal

Educadora física Yasmin Figueiredo alerta: “Praticar exercícios é uma questão de saúde”

Nos primeiros meses de cada ano, não é raro ver pessoas procurando academias de ginástica para colocarem em prática o famoso “Projeto Verão”. Porém, se não houver um bom acompanhamento profissional, esse projeto pode não ser realizado, gerando frustrações. Para evitar situações dessa natureza, é imprescindível planejar e praticar exercícios físicos com consciência. No intuito de auxiliar o leitor a desenvolver-se nesses aspectos, ConTexto conversou com a educadora física Yasmin Figueiredo, que também é administradora de empresas. Ela destaca que os impactos dos exercícios físicos na saúde das pessoas e orienta como melhorar o bem-estar por meio dessa prática. Confira:

É comum, no início do ano, as pessoas fazerem resoluções de praticar exercícios físicos, mas nem sempre permanecem com esse projeto. Quais os impactos desta situação?
No início do ano, as maiorias das pessoas que procuram academias são para fins estéticos, estão apenas pensando no verão. Quando percebem que os resultados não são instantâneos elas se desmotivam e param de praticar os exercícios. As pessoas precisam entender que a prática de exercício físico não é só questão de melhorar a forma física, eles têm impactos diretamente na saúde, mas, para que os resultados apareçam a prática precisa ser constante, os hábitos é que irão definir os resultados.

Há ‘ferramentas’ que transformem a prática de exercícios físicos em um hábito?
A motivação para a prática de exercícios é bastante pessoal, os estímulos funcionam de maneira diferente em cada indivíduo. Algumas técnicas que ajudam a fidelizar o cliente são o atendimento e a relação profisisonal-aluno. Quando o aluno é bem orientado, faz uma avaliação física, recebe as informações adequadas sobre seu treino e as metas de curto e médio prazo são estabelecidas, ele se sente mais motivado e seguro para continuar.

Quais são as diferenças entre ‘exercício físico’ e ‘atividade física’?
Atividade física é qualquer esforço que é realizado e que gaste energia. Andar, viajar, trabalhar, subir uma escada. Já exercício físico é um tipo de atividade física que gera adaptação no corpo. O exercício físico é algo mais direcionado, ele é sistematizado de maneira que o indivíduo possa obter melhorias na sua saúde e aptidão física.

A prática de exercícios físicos pode transformar o indivíduo para além do aspecto corporal?
A prática de exercícios físicos traz respostas positivas não apenas na aptidão física, mas no bem-estar do indivíduo. Ao realizar exercício, o corpo libera hormônios. A endorfina, por exemplo, ela traz relaxamento para o corpo além de proporcionar sensações de prazer e bem-estar, além de outros hormônios que são ativados durante a prática dos exercícios.

Quais suas dicas para quem deseja iniciar uma prática de exercícios físicos?
Uma dica para quem quer começar a praticar exercício físico é procurar uma atividade que lhe proporcione bem-estar. Existem vários tipos que não necessariamente se limitam às salas de musculação. Caminhada, corrida, natação, as aulas coletivas de treinamento funcional, crossfit, estão muito em alta também. O segredo para se motivar é procurar uma atividade que lhe agrade seguido de orientação de um profissional de educação física, é somente ele quem pode prescrever seus exercícios. Uma boa orientação fará que seu corpo e sua saúde não sofram consequências.

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.