Pular para o conteúdo principal

Vereador Pb. Andrey inaugura gabinete popular no João Mota

Na manhã desse domingo, 14, o vereador Pb. Andrey Gouveia realizou a inauguração de um gabinete popular, localizado na rua São Nicolau de Mira, nº 173 A, no bairro João Mota. Durante o evento, foram oferecidos à população os serviços de aferição de pressão e teste de glicemia, limpeza de pele, orientação jurídica e corte de cabelo. Em média, foram realizados 300 atendimentos gratuitos durante toda a manhã. Um espaço também foi reservado para as crianças, com brinquedos e distribuição de pipoca e algodão doce.

Espaço serve para prestação de serviços à comunidade.
Foto: Divulgação

 “Escolhemos o João Mota para dar início a esse projeto por ser o bairro em que cresci e onde minha família mora até hoje. O evento de inauguração desse domingo marcou o início de diversos serviços que serão oferecidos durante toda a semana aos moradores do João Mota, através do gabinete popular. Pretendemos acompanhar mais de perto as necessidades do bairro e disponibilizar serviços básicos de assistência e saúde de forma gratuita às famílias”, destacou o vereador Pb. Andrey.

O gabinete popular no bairro do João Mota começou a funcionar nesta segunda-feira (15). O espaço estará aberto de segunda à sábado, das 8h às 13h. Semanalmente, serão ofertados aos moradores os serviços de aferição de pressão e teste de glicemia (segundas), atendimento jurídico (sextas) e aulas de iniciação musical para crianças a partir dos seis anos (sábados). Cada última segunda do mês, durante a noite, o gabinete popular realizará a distribuição de sopa no bairro. Na primeira quarta-feira de cada mês, pela manhã, a população contará com atendimento nutricional. Também serão oferecidas aos moradores do bairro palestras sobre temas diversos com profissionais especializados, que serão realizadas na terceira quarta-feira de cada mês, à noite. A palestra inaugural acontecerá no dia 31 de outubro, às 19h, sobre a prevenção e diagnóstico do câncer de mama e de útero.

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio