Pular para o conteúdo principal

Confira o patrimônio dos candidatos à Presidência


O prazo para o registro das candidaturas acaba nesta quarta-feira (15) e, até o momento, oito dos que irão concorrer à Presidência já entregaram os documentos exigidos. No ato, os presidenciáveis precisam apresentar sua declaração de bens, que pode ser acessada por qualquer cidadão.

A campanha eleitoral terá início oficialmente nesta quinta-feira (16). Já o horário eleitoral gratuito terá início no dia 31 deste mês.
Para ajudá-lo a conhecer um pouco mais de cada candidato, o Pleno.News preparou uma lista com a declaração de bens de cada um deles.
Candidaturas registradas:
Alvaro Dias (Pode)
  • Ocupação declarada: senador;
  • Bens declarados: 2.889.933,32.
  • Vice: Paulo Rabello (PSC) – Ocupação: economista – Bens declarados: R$ 12.998.440,09.
Cabo Daciolo (Patriota)
  • Ocupação declarada: deputado;
  • Bens declarados: nenhum.
  • Vice: Professora Suelene Balduino (Patriota) – Ocupação: professora de ensino fundamental – Bens declarados: R$ 201.855,75.
Ciro Gomes (PDT)
  • Ocupação declarada: advogado;
  • Bens declarados: R$ 1.695.203,15.
  • Vice: Kátia Abreu (PDT) – Ocupação: senadora – Bens declarados: R$ 2.690.466,21.
  • Ocupação declarada: médico;
  • Bens declarados: R$ 1.379.131,70.
  • Vice: Ana Amélia Lemos (PP) – Ocupação: senadora – Bens declarados: R$ 5.125.983,92.
  • Ocupação: historiador;
  • Bens declarados: R$ 15.416,00.
  • Vice: Sonia Guajajara (PSOL) – Ocupação: professora de ensino médio – Bens declarados: R$ 11.000,00.
  • Ocupação declarada: membro das Forças Armadas;
  • Bens declarados: R$ 2.286.779,48.
  • Vice: General Mourão (PRTB) – Ocupação: membro das Forças Armadas – Bens declarados: R$ 414.470,04.
João Amoêdo (Novo)
  • Ocupação declarada: engenheiro;
  • Bens declarados: R$ 425.066.485,46.
  • Vice: Professor Christian (Novo) – Ocupação: cientista político – Bens declarados: R$ 4.125.322,33.
Vera Lúcia (PSTU)
  • Ocupação declarada: outros;
  • Bens declarados: R$ 20.000,00.
  • Vice: Hertz (PSTU) – Ocupação: professor de ensino médio – Bens declarados: R$ 100.000,00.

Fonte: Pleno News

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos. A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores. Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas