Pular para o conteúdo principal

Pastor Jota recebeu título de Cidadão Caruaruense

Na noite de sexta-feira, 08 de junho, a Câmara Municipal de Caruaru realizou uma sessão solene para entrega do título de cidadão caruaruense ao Pastor José Reinaldo Maciel. De autoria do vereador Pb. Andrey Gouveia (PRP), a propositura aprovada por unanimidade, tem por finalidade reconhecer como cidadão de Caruaru o Pastor Jota (como é conhecido), pelos relevantes serviços sociais e evangelísticos que realiza a mais de 50 anos no município.

Pb. Andrey foi o autor da propositura. Foto: Vladimir Barreto


Natural de São João do Cariri, na Paraíba, o Pastor Jota chegou a Caruaru em 1950, onde cresceu, aprendeu uma profissão e constituiu família. Casado com Amara Mineiro (Dona Nerez) há 58 anos, o Pastor Jota encontrou em Caruaru um ótimo lugar para criar sua grande família, composta por 5 filhos, 11 netos e uma bisneta. Trabalhou como pintor de automóveis e lanterneiro até a aposentadoria. Em 1967, fez sua decisão para Cristo, e desde então, dedica sua vida a ministração da Palavra de Deus, a liderança eclesiástica e ao serviço de auxílio ao próximo.

Emocionado ao receber o título de cidadão caruaruense, o Pastor Jota agradeceu a Deus pela trajetória de vida, pela família que construiu e pelo evangelho que o abraçou. “As palavras faltam para agradecer. Que honra para mim viver este momento. Agradeço a Deus por tudo o que Ele me permitiu viver. Pelas bênçãos e pelas muitas lutas que enfrentamos também. [...] Tenho 80 anos e enquanto puder, continuarei anunciando às almas perdidas que Cristo é o único caminho, a única verdade e a única vida”, destacou.

O vereador Pb. Andrey Gouveia, autor da propositura, ressaltou a felicidade em poder proporcionar esta homenagem ao Pastor Jota. “É uma grande alegria para nós participar deste momento. O salmo 128, que abriu a solenidade, retrata exatamente a vida de um homem de Deus, como o Pastor Jota. Sou grato ao Senhor por conhece-lo e por tê-lo como exemplo de vida”.

Na ocasião, estiveram presentes o segundo sargento da Polícia Militar, Marlon Wilson Barbosa, os pastores da Igreja de Deus no Brasil, Nilson Melo, José Vicente Bezerra e Francisco Antônio Maciel, como também familiares e amigos do Pastor Jota.

Fonte: Blog do Paulo Nailson

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Baixe aqui o livro - Passos para o Reavivamento Pessoal

Clique aqui para baixar a versão PDF.

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas. Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?   O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas

Por Dentro do Polo | Pernambuco volta a ser o maior produtor de Jeans do Brasil – por Jorge Xavier

O Brasil produziu 341 milhões de peças jeans em 2019. Desse total, o polo produtivo de Pernambuco sustentou 17% do volume. Com algo em torno de 60 milhões de peças no ano, o estado é o maior polo de jeans do país, segundo o iemi - Inteligência de Mercado. Ultrapassou, assim, regiões como norte do Paraná e Santa Catarina. São Paulo é o maior centro comercial, mas, não de produção.Em Pernambuco, a produção está concentrada sobretudo entre Toritama e Caruaru. O valor da produção de peças jeans está estimado em R$ 14,4 bilhões, que corresponde a 9,5% do total nacional da produção textil no ano passado, apontou Marcelo Prado, diretor do leme, que participou de webinar da Santista sobre o futuro do consumo com a covid19. Já o varejo de jeans movimentou R$ 25,3 bilhões, disse Prado. A receita corresponde a 11% do consumo nacional de vestuário, calculado pelo lemi em R$ 231,3 bilhões, com a venda de 6,3 bilhões de peças. Em sua apresentação, Prado mostrou a evolução do mercado nacio