Pular para o conteúdo principal

No calendário da ONU, Dia Mundial da Criatividade também acontece dia 21 em Caruaru

A criatividade vai abraçar Caruaru com atividades no Armazém da Criatividade e na Estação Ferroviária. O Dia Mundial da Criatividade (DMC) acontece no dia 21 de abril e promete ser um marco histórico para quem acredita no poder da criatividade para resolver os problemas deste século. Inclusive, em 2017, o Dia Mundial da Criatividade entrou para o calendário oficial da Organização das Nações Unidas (ONU) com a intenção de reforçar e celebrar a importância da criatividade e da inovação para o desenvolvimento sustentável, reunindo atividades em mais de cinquenta países.  O evento será simultâneo em Caruaru, Recife, São Paulo, Fortaleza, Porto Alegre, Rio de Janeiro, além de cerca de 50 países.


Jovens profissionais, empreendedores de diferentes indústrias criativas, pensadores, professores, especialistas em criatividade, se reuniram para trazer o evento para Caruaru pela primeira vez, colocando a Capital do Forró no mapa mundial da criatividade junto com Recife e outras capitais do país. 

“A importância do DMC para Caruaru é, principalmente, simbólica: é percebido um momento otimista para a Economia Criativa da cidade nos últimos anos e estarmos entre as 13 cidades brasileiras que comemorarão a data só consolida ainda mais isso. A intenção de colocar o "país de Caruaru" nesta rota criativa é chamar a atenção da população para esta temática e representar nossa criatividade a nível nacional e global. Aliás, o foco para os preparativos do DMC Caruaru está em ressaltar a importância da criatividade e especialmente do aspecto convergente que esse elemento possui para as mais diversas atividades e relações humanas, sejam elas profissionais ou culturais. Tudo foi pensado de maneira muito inclusiva para abarcar não somente as pessoas que já trabalham com Economia Criativa mas também o grande público” diz Milton Oliveira, que encabeça o movimento.

A abertura do evento acontece no Armazém da criatividade com a mesa redonda sobre a “Criatividade que nos une”. Diversos profissionais de várias áreas, inclusive que não são tradicionalmente ligadas à criatividade debatem como utilizam a criatividade nas suas profissões. A mesa terá mediação do Professor Elton Vieira, do IFPE.

Já à tarde, o evento segue para o largo da Estação Ferroviária com oficinas, apresentações artísticas e uma feirinha criativa que reúne de designers a artesãos oferecendo produtos diversos, utilizando os conceitos da economia criativa. “Nossa intenção é abraçar a cidade com várias atrações que divulgam a criatividade e oferecer ao público a concepção de que é possível ser criativo em qualquer área de atuação, seja ela ligada às artes e outras ciências tradicionalmente ligadas à criatividade ou áreas aparentemente mais cartesianas” diz Marcos Tenório, que participa do comitê organizador. Além disso, a professora Elisabeth Santos, da UFPE, propõe um debate na Casa do Cordel sobre “Criatividade, Saberes e Organizações da Cultura Popular em Caruaru-PE” com artistas, designers e pesquisadores. A proposta é fortalecer e empoderar os movimentos culturais e artísticos existentes em Caruaru-PE.

Cordelista Roberto Celestino integra a programação.
Foto: Divulgação


Serão diversas atividades divididas entre palestras, debates, mesas redondas, apresentações culturais, feirinha criativa, intervenções artísticas, oficinas e workshops que farão a criatividade abraçar Caruaru e região durante o feriado.

 Todas as atividades serão gratuitas, mas é importante se inscrever com antecedência para garantir  vagas, pois elas são limitadas. Todas as inscrições acontecem no site: www.diamundialdacriatividade.com.br.

Serviço:
Dia Mundial da Criatividade
21/04/2018 das 8h às 18h
Armazém da Criatividade e Estação Ferroviária
Mais informações: www.diamundialdacriatividade.com.br
Inscrições grátis no site.
Programação Armazém da Criatividade (8h às 12h)
A criatividade que nos une - Elton Vieira - IFPE (Mediador)
Criatividade para colaborar - Milton Oliveira - Plural
Criatividade na Administração - Fernando Pontual - UPE | Unifavip Wyden
Criatividade nas Relações Internacionais - Renan Assis - ASCES-UNITA
Design, Criatividade e Inovação - Marcos Tenório - Kalulu Comunicação (Mediador)
Design e Inovação - Glenda Cabral - UFPE
Processos Criativos em Fotografia - Juliana Leitão - UFPE
Centralizando a criação no usuário: UCD Game - Erton Vieira - Unifavip Wyden
Políticas Públicas e Inovação - Ana Suassuna (Mediadora)
Design, Criatividade e Inovação Social - Bárbara Grijp - Noeud (Mediadora)
Políticas Públicas e Criatividade - Ricardo Gonçalves - Gov. do Estado de Pernambuco
Política Pública Caruaruense e Criatividade - Carolina Cabral - Secretária Executiva de Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa da Pref. Municipal de Caruaru (SEDEEC/PMC).

 

Programação Estação Ferroviária (14h às 19h)
Palestras e Debates - Casa do Cordel
A Literatura de Cordel e suas Contribuições para a Construção da Sociedade - Roberto Celestino - Academia Caruaruense de Literatura de Cordel
Criatividade, Saberes e Organizações da Cultura Popular em Caruaru-PE - Elisabeth C. Santos - UFPE
A palavra como Instrumento Fomentador da Criatividade - Cilene Santos - Academia Caruaruense de Literatura de Cordel
Sessão de curtas - Casa do Cordel - Cine Cuca Livre


Apresentações artísticas - Casa do Pife
Aula espetáculo: De mata a dentro - Angoleiros do Sertão
Número de dança: brincando com o corpo - Angoleiros do Sertão
SLAM Caruaru: Competição de Poesia de Rua

Oficinas - Galpão
Estamparia Criativa - Mannu Guennes - Phitoplankton
Estamparia com Carimbo - Bárbara Grijp - Noued
Design para ressignificar - Allan Martins - UFPE
Processos Criativos e Produção Fotográfica Jornalística - Diógenes Barbosa - UNITA

Coreto
Feirinha Criativa - Grupo de Artistas e designers e empreendedores locais

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Casa dos Pobres São Francisco de Assis precisa de ajuda

Com a pandemia do novo coronavírus, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, em Caruaru-PE, precisa de ajuda. A Casa, que atende a 77 idosos, está seguindo as recomendações das autoridades sobre a contaminação do vírus. Além da preocupação com a doença, já que todos os moradores do lugar fazem parte do grupo de risco, existe outra preocupação: a dos recursos financeiros para manter os trabalhos.

A instituição é privada e sobrevive de doações, mas sem a renda do estacionamento que funciona no local, as receitas da Casa têm diminuído. O estacionamento está fechado ao público desde a sexta-feira (20), de acordo com a orientação de evitar aglomerações e com o objetivo de garantir a segurança e o bem-estar dos moradores.
Entre os itens que a entidade mais necessita no momento, estão as fraldas descartáveis geriátricas. A Casa contabiliza o uso mensal de mais de 5 mil fraldas. O leite é outra necessidade dos moradores, que têm uma dieta em conformidade com a faixa etária.



Como ajudar? As doaç…

Artigo | Covid-19 e os rumos da educação brasileira - por Mário Disnard

Acredito que a experiência de 2020 será um marco decisivo na educação, visto que a pandemia do Covid-19 nos apresenta, mais do que nunca, a necessidade de repensar o papel social da educação para além do processo de escolarização. No Brasil medidas emergenciais foram tomadas para garantir o processo educativo, entre elas, o trabalho educacional remoto. No entanto, diante de tantos imprevistos, gestores, professores, estudantes e famílias encontraram-se num momento de muita pressão, com várias dúvidas e incertezas.

Diante da atual situação, os limites impostos têm nos apresentado possibilidades inegáveis de transformação, o que nos remete a uma série de questionamentos: há efetivamente uma preocupação com a qualidade social da aprendizagem? O que este período nos informa a respeito de nossos estudantes e de suas famílias com relação as nossas práticas como educadores?O que faz sentido manter e o que mudar? É possível repensar o papel da escola e da sociedade na formação das novas geraçõ…

Estímulo à leitura através da produção literária

Dentre os ofícios do professor, encontra-se o de conduzir os alunos ao universo das artes; ao professor de língua portuguesa, cujo objeto de estudo é a palavra, abordar a arte literária é fundante, nesse intuito, os professores da Escola de Referência em Ensino Médio Professor Lisboa, localizada no bairro da Cohab I, em Caruaru — Pernambucano promovem bimestralmente saraus literários com o foco no despertar da leitura e produção escrita de seus alunos. 



Anualmente, a escola realiza o Concurso de Redação Professora Fernanda Freitas (esse nome é homenagem póstuma a uma ex professora); o concurso elenca diversos gêneros textuais dentre literários e argumentativos; este ano, em sua quarta edição e com o tema “Pelos caminhos da leitura: descobertas do eu e do mundo” os alunos debruçar-se-ão nos gêneros: conto, crônica, dissertação-argumentativa, carta e/ou poesia.
Ademais do concurso, na manhã de premiação dos primeiros colocados em cada categoria, ocorre concomitantemente a publicação da An…