Pular para o conteúdo principal

Postagens

Nesta quinta-feira (25), o SISMUC REGIONAL realiza assembleia com servidores da educação da cidade de Toritama

Postagens recentes

Tipos de fome - por Isadora Santana

 • Fome Física - Presença de sintomas fisiológicos : dor no estômago, tontura, fraqueza; A fome cresce aos poucos , não há o desejo por alimento específico e desaparece após se alimentar. • Fome Emocional - Ausência dos sintomas fisiológicos; Surge subitamente e há desejo por um alimento específico, não passa muito tempo desde a última refeição. É importante saber identificar o tipo de fome que você sente, pois é através dessa sensação que podemos identificar como está sua relação com a comida e conhecer os sinais do seu corpo com relação a alimentação. Isadora Santana é nutricionista

O porco pródigo - por Patrícia Oliveira

   " Teria sido melhor que não tivessem conhecido o caminho da justiça, do que, depois de o terem conhecido, voltarem as costas para o santo mandamento que lhes foi transmitido." (2 Pedro 2:21) Muitos de nós estamos familiarizados com a história do filho pródigo. Mas e a história do porco pródigo? Ela está na Bíblia também: "Teria sido melhor que não tivessem conhecido o caminho da justiça, do que, depois de o terem conhecido, voltarem as costas para o santo mandamento que lhes foi transmitido. Confirma-se neles que é verdadeiro o provérbio: 'O cão voltou ao seu vômito' e ainda: 'A porca lavada voltou a revolver-se na lama'" (2 Pedro 2:21-22). Há muitas razões pelas quais eu sei que a Bíblia é verdadeira, e duas delas estão na passagem acima. Eu já vi um cachorro voltando ao seu próprio vômito. Se você já teve um cachorro, provavelmente também já viu. Quanto aos porcos, você pode pegá-los, vesti-los, e até mesmo passar perfume neles. Mas na primeira

Congregação realiza Mesa Redonda sobre Família - por Fábio Santana

 Aconteceu e foi uma bênção de Deus" A mesa redonda sobre a Família", na Congregação do Vale da Bênção do bairro Luiz Gonzaga em Caruaru, neste sábado dia 20/02/2021, às 19hs30. O tema da palestra sobre a família foi " Resolvendo Conflitos", baseado no texto da Biblia Sagrada, de Romanos: 12:18. O obreiro Gustavo Henrique e a irmã Rafaela Mestre enlevaram os fiéis com lindas melodias de júbilo, adoração e louvor a Deus. O pastor Ismael Ornilo e a sua esposa Janaína Ornilo foram os preletores da Palestra sobre a família. Estavam na palestra sobre a família: Pastor Ismael Ornilo Irmã Janaína Ornilo Deth Fábio Santana Brandão Érica Basílio Clécia Miss. Carla Mestre Pedro Mestre Rafaela Mestre Roberto e Família. Foi muito edificante a palestra da mesa redonda sobre a familia. Os mediadores foram o obreiro Gustavo Henrique, Pastor Ismael Ornilo e a irmã Janaína Ornilo.  Por: Fábio Santana.

Entre déspotas e traidores - por Elder Morais

 Nos dias de Jesus, dois personagens fizeram parte de uma história covarde e abominável. De um lado, Caifás, supremo líder religioso e déspota impiedoso. Do outro, Judas Iscariotes, mau-caráter e traidor, que saiu do anonimato para ser um dos discípulos de Jesus. Ambos faziam parte de um sistema religioso apodrecido e caviloso. Enquanto Caifás era inimigo declarado, Judas se passou por amigo. Enquanto um sentia ódio e se contorcia de maldade, o outro buscava uma forma de “se dar bem”, aproveitando-se das pessoas que seguiam a Jesus. Apesar de “títulos” ou “ocupações” diferentes, ambos gozavam do mesmo caráter nocivo e temerário, pois, enquanto um se utilizou das artimanhas do poder religioso para tentar deter a todo custo o avanço do ministério de Jesus, o outro se valeu de artifícios difamatórios e ardilosos para “vender” Jesus por um preço semelhante à sua ambição. O que é inegável, é que ambos também partilhavam do mesmo objetivo: impedir a Cristo de cumprir sua missão. Nos dias atu

Sem Aspas | Pesadelo - por Amanda Rocha

Não era o lugar adequado para pedir socorro, talvez uma delegacia, mas temeu ir até lá, era negra e pobre, pouco alfabetizada. Sabe Deus como a tratariam. - Mas o que você fez? Você o traiu? E por que ainda não o abandonou? É jovem, tem preguiça de trabalhar? Queria mesmo evitar perguntas dessa estirpe, assim, a escola seria um refúgio. Lá era obrigatório ser gentil e educado. Procurou na secretaria alguém que estivesse disposto a ouvir suas queixas, propor uma solução e quem sabe ceder-lhe o telefone de um super-herói disposto a ajudá-la, ampará-la. Ouviram-na com atenção. Tremeram diante de cada denúncia, choraram cada palavra feroz e apavoraram-se com cada veneno epidérmico lançado sobre sua face. Seu algoz, seu príncipe encantado que se volvera numa fera capaz de cuspir cinzas e embriagar-se de ciúmes e blasfêmias. Atônitos, os que a ouviam recomendavam a denúncia, ela hesitava. As incertezas futuras amedrontavam-na mais que as certezas dolentes do presente. Seu desespero contami

Opinião Construtiva | A alteridade das culturas infantis que se revela pelo corpo – por Mário Disnard

O corpo, na atualidade, tem sido alvo de estudo e preocupação de diversas áreas, tanto das Ciências Biológicas. Como das Ciências Humanas e Sociais. O crescimento dos estudos sobre o corpo, principalmente nas Ciências Sociais (Sociologia, Filosofia, Antropologia, História, Pedagogia, etc) tem se dado à medida que o corpo vem ganhando grande centralidade como objeto de preocupação da sociedade atual, uma vez que estão emergindo novos modos de conceder e tr4avar as relações com ele. As diversas abordagens que o cercam têm se ancorado na compreensão do novo corpo social. Dentre as abordagens sobre o corpo, uma das que considero profícuas para pensar a relação entre corpo e infância é apontada por Prout. Esse autor, bastante atento aos dualismos pelos quais se construiu a sociologia moderna, chama a atenção para a necessidade de considerarmos a materialidade do corpo, ou seja, sua dimensão natural, como dado importante e que está intimamente articulado à dimensão cultural. Atenta ao alert